Facebook

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Prefeito perde eleição e abandona Montezuma

Salas da Escola Estadual Herculano Martins estão vazias, pois o prefeito Ivo Alves suspendeu as linhas de transporte escolar
Exclusivo

    O prefeito de Montezuma, Ivo Alves Pereira, chamado de Dr. Ivo (PP), nunca gostou de passar a semana na cidade. E agora, depois que perdeu a disputa da reeleição para Fabiano Costa (SD), que obteve 57% dos votos (2.664), ele desapareceu de vez.  Consequentemente, os moradores passaram a reclamar da falta de uma série de serviços públicos.

Nos últimos dias, a redação do Jornal Folha Regional recebeu inúmeras denúncias de descasos com a população montezumense. Uma das reclamações mais graves são as suspensões de linhas do transporte escolar desde o resultado das urnas. Com isso, algumas escolas estão vazias, pois os alunos não têm como chegar sem os ônibus. A escola mais afetada foi a Herculano Martins, onde os professores trabalham com ausência de mais de 80% dos alunos. Na escola Edson Alves Pereira, até a sala de computadores, que sempre permanecia lotada, está ociosa.

Os universitários também estão reclamando da suspensão dos serviços de transporte até a cidade de Mato Verde. “A maioria depende do carro fornecido pela prefeitura para fazer o curso, mas desde o fim das eleições que estamos perdendo aulas. Quem tem condições vai de carro próprio, mas quem não tem corre o risco de perder o período”, lamenta uma estudante que não quis se identificar por medo de represálias.

Secretaria de Saúde foi fechada
Outro setor gravemente afetado pelo abandono do prefeito Ivo é o de Saúde. Conforme os moradores, até a Secretaria de Saúde, que funcionava em prédio alugado, foi fechada, e o pior, devendo vários meses de aluguel. A informação é de que não se consegue mais marcar exames, muito menos consultas, pois dos três médicos que trabalhavam em Montezuma, dois pediram demissão por falta de pagamentos. A médica Ana Karoline continua atendendo, especialmente em comunidades e emergências. As pessoas também reclamam que a “Casa de Apoio” aos pacientes em Montes Claros foi fechada e as ambulâncias pararam de rodar. Até pacientes com câncer estão sendo afetados pelo atendimento precário. Na farmácia básica do município, conforme os moradores, faltam medicamentos que são considerados essenciais.

O abastecimento de água na zona rural virou caos. Motivo: os caminhões pipa desapareceram. Antes das eleições, o vereador Douglas Neres relata que os pipas rodavam em três turnos. Para agravar ainda mais a situação, os funcionários que cuidavam dos sistemas de abastecimentos de água nas comunidades rurais, como Areião, Brejinho e Cercado, simplesmente foram dispensados. Com isso, os próprios moradores estão tomando conta da manutenção. Já os moradores de outras comunidades, como Barreiro e São Bartolomeu, todas carentes, estão alugando caminhões pipa para buscar água em Vargem Grande do Rio Pardo.

Salários atrasados – Mesmo antes das eleições, os servidores municipais já reclamavam dos atrasos de pagamentos da folha, agora a situação tende a piorar, pois o prefeito não atende ninguém. Parte dos efetivos reclama de três meses de atraso. Alguns recebem por que são escolhidos, outros ficam esperando por questões políticas, relata os servidores.

Os vereadores Ilson Dias e Douglas Neres já levaram todas as denúncias ao conhecimento do Ministério Público em Rio Pardo de Minas e aguardam providências urgentes, pois a situação em todo o município é precária.

A reportagem tentou, por diversas vezes, contato com o prefeito Ivo Alves, mas ninguém atende ao telefone na Prefeitura de Montezuma. Por fim, enviamos e-mails para os endereços administracao@montezuma.mg.gov.br e gabinete@montezuma.mg.gov.br, encontrados no site oficial da prefeitura, solicitando nota de esclarecimentos.

Novembro Azul: troque o preconceito pela vida

Santiago: médico e deputado estadual
Por Arlen Santiago

Você sabia que a cada hora sete novos casos de câncer de próstata são descobertos no Brasil? E você sabia que os casos diagnosticados no início apresentam chances de cura de quase 90%? O diagnóstico precoce é essencial e foi pensando em conter as mortes em decorrência da doença que surgiu a campanha Novembro Azul. Este mês é internacionalmente dedicado às ações relacionadas ao câncer de próstata e à saúde do homem.

O câncer de próstata é o sexto mais comum no mundo e o segundo mais comum entre os homens (perde apenas para o câncer de pele não melanoma). Segundo estimativas do INCA, em 2016 se somarão mais de 60 mil novos casos da doença no país. Ainda assim, há resistência em fazer a prevenção, o que levou a Sociedade Brasileira de Urologia a realizar um estudo que apontou que 51% dos homens nunca consultaram um urologista. A doença não tem prevenção, por isso o seu diagnóstico precoce é essencial para o tratamento curativo. Hoje em dia, é possível até mesmo não retirar o tumor, quando ele é de baixo risco, e realizar a vigilância ativa, que consiste em apenas acompanhar sua evolução.

O exame físico (de toque) é o grande tabu que ainda impede muitos homens de procurar a prevenção, porém, pouca gente sabe que o procedimento realizado pelo médico dura apenas 10 segundos e é indispensável na descoberta precoce da doença, não podendo ser substituído por qualquer outro exame, como o de sangue ou ultrassom, por exemplo. O objetivo do teste é analisar a consistência da próstata, o tamanho e a possível existência de lesões palpáveis através do reto na glândula. Esse exame ainda gera muita polêmica e, por isso, a conscientização sobre a gravidade da doença é tão importante. O exame de toque é mais utilizado e eficaz quando aliado ao exame de sangue PSA (antígeno prostático específico, na sigla em inglês), podendo identificar o aumento de uma proteína produzida pela próstata, o que seria um indício da doença. Para um diagnóstico final, é necessário analisar parte do tecido da glândula, obtida pela biópsia da próstata, guiada por ultrassom.

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que os homens com 45 anos ou mais façam um exame de próstata anualmente. O câncer de próstata ocorre principalmente em homens mais velhos. Cerca de 6 em cada 10 casos são diagnosticados após os 65 anos, sendo raro antes dos 40 anos. Assim, recomenda-se que a prevenção passe a ser feita a partir dos 45 anos, se houver casos de câncer de próstata na família. Se não existirem, o homem deve visitar o urologista anualmente a partir dos 50 anos.

Quanto aos sintomas, que só aparecem no estágio avançado da doença, é importante saber que a existência do tumor pode provocar dificuldade de urinar, frequência urinária alterada ou diminuição da força do jato da urina, dor óssea, insuficiência renal e dores fortes no corpo, neste caso devido às metástases.

Agora é a hora de despir-se do preconceito e consultar-se com um urologista, ou com seu médico generalista. Faça o exame preventivo, tire suas dúvidas, quebre preconceitos e preserve a sua vida!

Arlen Santiago é médico, deputado estadual pelo PTB e
presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Facções de Taiobeiras voltam a trocar tiros

Na manhã de domingo (30/10) membros de duas facções de Taiobeiras, conhecidas como do Morro e Bom Jardim, voltaram a se enfrentar com troca de tiros em via pública. Conforme a Polícia Militar, o confronto armado ocorreu na Praça José de Freitas Alves, conhecida como Pracinha da Barragem, localizada no bairro Bom Jardim, às 11h:30min.

Conforme populares, os indivíduos envolvidos na troca de tiros disputam o domínio do tráfico de drogas na cidade. A Polícia Militar foi acionada para comparecer ao local através de denúncia anônima.

Na ocorrência, os militares relataram que quatro meliantes, dois do morro e dois da barragem, trocaram tiros na praça diante de vários populares, inclusive crianças que brincavam no local.

Quando os militares chegaram à Praça, todos os autores já tinham evadido e nenhuma testemunha da troca de tiros aceitou prestar informações por medo do terror imposto pelo tráfico em Taiobeiras.

Os policiais relataram também na ocorrência que dois tiros acertaram a parede de um comércio na Rua Santos Dumont. Momentos depois, os militares foram informados que um jovem, identificado por Maikon, deu entrada ao Pronto Socorro com um tiro no braço esquerdo. Ele relatou aos policiais que estava brincando com sua filha, quando dois indivíduos não identificados passaram em uma motocicleta atirando. Conforme a vítima, o fato teria ocorrido na Rua dos Pereiras, onde os militares nada encontraram.

Maikon sofreu fratura e foi submetido à cirurgia. Nos rastreamentos, as guarnições não encontraram nenhum suspeito.

Nas redes sociais, muitos moradores demonstraram pavor da situação. “Foram muitos tiros. Assustador”, escreveu uma internauta que teria presenciado as cenas.

Araçuaí realiza “Dia de Campo” sobre bovinocultura de Leite

Evento contou com a participação de 29 pequenos agricultores
Por Antônio Júlio

Aconteceu em Araçuaí, na Fazenda Vendinha, localizada na comunidade São João do Setúbal, de propriedade do senhor José Eudes, um Dia de Campo sobre Bovinocultura de Leite, realizado pela Emater de Araçuaí, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura.

O evento faz parte de algumas das atividades de assistência técnica para alguns produtores de leite de Araçuaí, e que constam no Convênio assinado entre a Emater-MG e o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), referente ao Programa Mapa Leite Semiárido, que vem sendo desenvolvido no município.

O evento foi dividido em três estações, sendo que em cada uma foram realizadas demonstrações práticas de técnicas viáveis, que garantem melhoria e qualidade na atividade de pecuária de leite. Os temas desenvolvidos foram: Manejo de Pastagem Irrigada no Sistema de Pastejo Rotacionado, Higiene na Ordenha, Prevenção e Tratamento da Mastite, e Alimentação do Rebanho Bovino com Utilização da Cana com Uréia.

Participaram do evento 29 agricultores familiares, que já trabalham com a atividade de bovinocultura de leite, vindos de 10 comunidades rurais do município. Conforme os técnicos da Emater, o objetivo do Dia de Campo foi apresentar aos agricultores informações e tecnologias que possam ser aplicadas ao dia a dia nas suas propriedades.

Começa nessa terça a vacinação contra aftosa

Produtor deve ficar atento aos cuidados para vacinar corretamente o gado e poderá comprovar a vacinação pelo site do IMA
Nesta terça-feira (01/11), em todo o estado de Minas Gerais, tem início a segunda etapa de vacinação anual do rebanho mineiro contra a febre aftosa. Os produtores rurais terão até 30 de novembro (quarta-feira) para vacinar os bovinos e bubalinos de sua propriedade, todos com idade de zero a 24 meses. A primeira etapa de vacinação ocorreu em maio deste ano.

A vacinação é obrigatória e é a forma mais eficiente de se proteger os animais contra a doença. O produtor que não vacinar os animais estará sujeito a multa de 25 Unidades Fiscais do Estado de Minas Gerais (Ufemgs) por animal, o equivalente a R$ 75,27 por cabeça. 

O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) é o órgão responsável por orientar os produtores, supervisionar e fiscalizar a vacinação do rebanho. O Instituto estima que deverão ser vacinados nesta etapa cerca de 9,6 milhões de animais.

Para comprar a vacina o produtor deve apresentar CPF e identidade nas lojas de revenda de produtos veterinários. 

Cuidados para vacinar - O diretor-geral do IMA, Marcílio de Sousa Magalhães, lembra que o produtor deve adotar alguns cuidados que são importantes para garantir a eficiência da vacina. Entre eles, Magalhães alerta para o transporte e armazenamento corretos deste produto.

Do momento em que forem adquiridas na loja, durante o transporte e até o momento da aplicação as vacinas deverão permanecer em ambiente refrigerado. É fundamental mantê-las em geladeiras ou em caixas térmicas com muito gelo, de forma que estejam armazenadas em temperatura entre 2 e 8 graus centígrados, inclusive no momento da aplicação. Além disso, deve-se agitar o frasco da vacina antes da utilização e administrar a dose correta, que é de 5 ml. São cuidados que irão garantir a eficiência da vacinação e a imunização dos animais”, ressalta.

Comprovação no site – A legislação prevê como obrigatório que os produtores rurais comprovem a vacinação dos animais de sua propriedade junto ao IMA. Marcílio Magalhães chama a atenção dos produtores para que utilizem o site do IMA para fazer essa comprovação. Basta que o produtor acesse o endereço www.ima.mg.gov.br, onde terá um link para o Formulário de Declaração de Vacinação, também conhecido como Carta Aviso de Vacinação, onde ele poderá fazer essa  comprovação.

Para fazer essa comprovação, será necessário que o produtor tenha em mãos as notas fiscais de compra da vacina, informações necessárias para se comprovar a vacinação.


sábado, 29 de outubro de 2016

Prefeitura "de mão beijada"

Empresário Gilmar Ferraz retorna à Prefeitura de Ninheira sem nenhuma dificuldade

Gilmar Ferraz: mito político em Ninheira
Em Ninheira, o candidato único Gilmar Ferraz (PDT) ganhou a prefeitura "de mão beijada". Essa expressão quer dizer receber sem encargos e retribuições, de entrega espontânea. E encaixa perfeitamente na campanha eleitoral de Ninheira, onde Gilmar Ferraz, que já foi prefeito do município por dois mandatos (2004/2012), não teve nenhuma dificuldade, sequer foi questionado.

A expressão "de mão beijada" surgiu no século XV, quando os súditos agradeciam uma doação do Rei beijando-lhe a mão. Na igreja, fiéis que faziam doações "generosas" eram recompensados pelo privilégio de poder beijar a mão do papa.

Em Ninheira, guardada as devidas proporções, a população entregou a prefeitura "de mão beijada" para Gilmar Ferraz, tido como um mito político no município, tanto é que não surgiu nem adversário para enfrentá-lo. Mas, qual seria o segredo de Gilmar Ferraz?

Ao final do seu 2º mandato, no ano de 2012, ele foi afastado do cargo a pedido do Ministério Público sob acusação de desvios de recursos públicos. Na época, a vice-prefeita Marinalva Bandeira assumiu o comando da prefeitura e alegou que o município estaria atolado em dívidas com o INSS.

Na época das denúncias, o embate contra Gilmar Ferraz foi feito pelo promotor da Comarca de Rio Pardo de Minas, Daniel Castro, que chegou a conseguir mandados de busca e apreensão na prefeitura de Ninheira, nas secretarias municipais e na residência do então prefeito. A operação buscava, principalmente, documentos de processos licitatórios e contratos.

Nada foi provado contra Gilmar Ferraz e, por incrível que pareça, sua imagem foi ainda mais fortalecida junto aos eleitores, que o tem como um político sério, empreendedor e que honra com a palavra dada. Em Ninheira, um compromisso feito por Gilmar é como uma sentença: tem-se a certeza de que será cumprida.

O povo do município também não esquece das obras construídas pelo mito. Postos de Saúde, prédio da prefeitura e Mercado Municipal são os mais citados. Somado a tudo isso, considera também a fragilidade dos antigos políticos do município, que deixaram os cargos com altos índices de rejeição.

Com o cenário totalmente favorável, Gilmar Ferraz disputou a sua 3ª campanha para prefeito com a tranquilidade de não ter adversário e de não precisar gastar recursos financeiros para ser eleito. Enquanto outras cidades da região tem campanhas milionárias, em Ninheira, a prestação de contas de Gilmar junto ao TRE apresentou, até este sábado (29/10) gastos de apenas R$ 12 mil, sendo R$ 7.136,00 com materiais gráficos e míseros R$ 755,00 com combustíveis. Com comício, Gilmar gastou R$ 2.925,00. A campanha do PDT arrecadou R$ 23.700,00 e foi preciso gastar apenas a metade, algo quase que inacreditável em se tratando da microrregião Alto Rio Pardo, onde a quase maioria dos votos são comprados com favores, bens, serviços e dinheiro vivo.

Dos 5.906 eleitores que foram às urnas em Ninheira, 4.616 votaram em Gilmar. Outros 763 preferiram votar em branco e 527 anularam. O município tem 8.072 eleitores, ou seja: apenas 73% compareceram para votar.

Como desafios, Gilmar colocou em seu Plano de Governo a criação de cursinho pré-vestibular, disponibilização de serviços especializados de média e alta complexidade no setor de saúde, governança participativa com reestruturação dos Conselhos Municipais e importantes obras, como: cobertura da feira livre, construção de rede de esgoto na cidade e implantação de sistemas para tratamento de água na cidade e zona rural.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Alunos de Santa Cruz protestam contra a PEC

Grupo de alunos percorreram as ruas de Santa Cruz de Salinas
Na manhã dessa sexta (28/10) alunos secundaristas da Escola Estadual Tenente Felismino, de Santa Cruz de Salinas, também saíram às ruas para protestar contra a aprovação da PEC 241, apelidada de "PEC da Maldade".

Os alunos santacruzenses chegaram às 5h30min no portão da escola com cartazes e faixas reclamando da Proposta de Emenda à Constituição. "Eu nasci pobre mas não nasci otário", dizia uma das faixas. 

Entoando "gritos de guerra", os estudantes percorreram algumas ruas de Santa Cruz e pararam na ponte localizada no Centro, considerado o principal trajeto da cidade. O protesto foi encerrado às 12h30min em frente à escola. Não aconteceram aulas no período da manhã.


PM prende homem com armas em Montezuma

Armas e munições apreendidas com o autor Adson
Através de mandado de busca e apreensão, a Polícia Militar de Montezuma efetuou operação na manhã dessa sexta (28/10) para prender Adson Renan, de 28 anos, na Fazenda Estiva, zona rural do município. Ele era alvo de várias denúncias anônimas através do 181, por porte de armas e envolvimento com drogas.

Na operação, realizada na casa da mãe do autor, os militares encontraram duas espingardas calibre 28 e uma calibre 32, além de muitas munições, inclusive algumas de uso restrito, como ponto 44 e ponto 357.

Como o autor não estava na residência da mãe, os militares fizeram rastreamentos pelas imediações e o localizaram em outra casa portando um punhal. Ao ser abordado, Adson tentou ferir um militar, mas foi imobilizado e algemado. Com ele também foram encontrados um triturador de maconha e sacos plásticos com vestígios de cocaína.

Adson foi preso e encaminhado para a Delegacia de Rio Pardo de Minas, juntamente com as armas e materiais apreendidos. Ele tem passagens por roubo, ameaça, lesão corporal, dano e agressão.

Produção de cachaça entra no Supersimples e produtores de Salinas comemoram

Durante solenidade em Brasília, presidente Michel Temer sanciona lei
O presidente Michel Temer sancionou nesta quinta (27/10) a lei que aperfeiçoa o Supersimples (ou Simples Nacional), beneficiando cerca de 10 milhões de pequenos negócios em todo Brasil, dentre eles os produtores de cachaça artesanal. “É uma vitória dos micro e pequenos empresários do setor de cachaça, que lutam pela redução de impostos há 20 anos e só agora conseguimos essa vitória", comemora o produtor da cachaça Canarinha, Eilton Santiago, de Salinas, que estava presente na solenidade com o presidente Temer, em Brasília.

Além da inclusão de novas atividades, como serviços médicos, odontológicos, psicológicos, de nutrição e fonoaudiológico, o Supersimples amplia o limite de faturamento de R$ 3,6 milhões para R$ 4,8 milhões, o parcelamento de dívidas em até 120 meses e a criação de uma rampa progressiva de tributação.

Também presente na solenidade realizada no Palácio do Planalto, o presidente da Apacs (Associação dos Produtores Artesanais de Cachaça de Salinas) Aldeir Xavier, comemorou muito a decisão, pois, segundo ele, os produtores de bebidas artesanais sofriam com a carga tributária. "A inclusão da produção de cachaça artesanal no Supersimples pode ajudar muitos pequenos produtores a saírem da informalidade, colocando mais cachaças no mercado e gerando novos empregos", afirma Xavier.

A cachaça é a segunda bebida mais consumida do País, perdendo apenas para a cerveja. Seu consumo é quase 5 vezes maior do que o do whisky e da vodca. De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), o consumidor, até então, paga 83,07% de impostos sobre o preço final da cachaça.
Diretores da Apacs, Aldeir Xavier e Eilton Santiago participaram da solenidade em Brasília

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Registro de Virgílio é deferido e ele é o novo prefeito de Vargem Grande

Prefeito eleito de Vargem Grande, Virgílio Costa (DEM)
Exclusivo

   Em decisão monocrática, o juiz do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG), Antônio Augusto Mesquita Fonte Boa, acaba de deferir o pedido de registro da candidatura de Virgílio Costa (DEM), que obteve 1.868 votos nas eleições de 02 de outubro. Com isso, Virgílio é o novo prefeito de Vargem Grande do Rio Pardo. Ele venceu o atual prefeito João Bosco (PMDB), que obteve 1.349 votos.

Até então, os votos de Virgílio aparecem anulados pelo TRE por que a candidatura estava indeferida na 1ª instância, já que o juiz de Rio Pardo de Minas, Dr. João Carneiro, fazia diversas alegações para deferir o registro, dentre elas, a ausência de certidão negativa relativa à Ação Penal.

Ao deferir o registro de Virgílio, o juiz Antônio Fonte Boa sustentou que, em suma, inexiste condenação criminal contra o prefeito eleito de Vargem Grande. "Dessarte, acolho os embargos com efeitos infringentes e defiro o registro de candidatura de Virgílio Tácito Penalva Costa e em conseqüência, a chapa majoritária", sentenciou o juiz.

A decisão ainda cabe recurso no Supremo Tribunal Eleitoral (TSE), em Brasília. O sistema do TRE-MG deve ser atualizado nos próximos dias, colocando Virgílio Costa como prefeito eleito.


Escola de Araçuaí também está ocupada

Alunos da INDU não aceitam as mudanças impostas pela PEC241
Desde a manhã de segunda (24/10), a Escola Estadual Industrial São José (INDU), na cidade de Araçuaí, Vale do Jequitinhonha, permanece ocupada por um grupo expressivo de estudantes secundaristas.

Na quarta (26/10), os estudantes e a direção do educandário fizeram um acordo para a suspensão das aulas durante toda a semana, com isso, foi decretado oficialmente a ocupação total da escola.

Segundo os estudantes, a ocupação resistirá o máximo de tempo possível. Os secundaristas protestam junto com as cerca de 1.200 escolas ocupadas em todo o Brasil contra a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição 241. Eles também reclamam da Medida Provisória 746 e da Escola Sem Partido, propostas pelo atual governo do Michel Temer.

"Ocupar é resistir, é nosso lema. Lutamos contra o regresso dos nossos diretos conquistados. Educação e Saúde não é gasto, é investimento", diz Nota enviada pela estudante secundarista Marina Borges Pereira.
Além de ocupar a escola, alunos fizeram caminhada pelas ruas da cidade

Tadeuzinho quer agilizar regularização de terras

Projeto do deputado que pretende modernizar a legislação fundiária é debatido na ALMG e recebe apoio do Governo de Minas Gerais
Por Andresa Resende

Autoridades estaduais, especialistas, Ministério Público e representantes de entidades de classe se reuniram para discutir alterações na legislação estadual que trata das terras devolutas do Estado, propostas pelo deputado estadual Tadeu Martins Leite, por meio do Projeto de Lei 3.601/16.

O projeto foi debatido em audiência pública da Comissão de Agropecuária e Agroindústria, na tarde de quarta (26/10), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, e tem como objetivo modernizar as normas para dar mais agilidade ao processo de regularização fundiária e priorizar o interesse social.

O deputado estadual Tadeu Martins Leite, popular Tadeuzinho, enquanto foi secretário de Estado, acompanhou o dia a dia dos cidadãos que buscam regularizar suas terras e esbarram em processos burocráticos e jurídicos demorados que podem durar anos e por isso decidiu facilitar a aplicação da lei, por parte do Estado, e modernizar os mecanismos de regularização. “Nossa intenção é unificar e simplificar as legislações sobre o tema, muito antigas, trazendo inovações e facilidades que vão agilizar o acesso do cidadão à moradia digna e regularizada”, explica o deputado. 

Segundo Tadeu Martins Leite, um dos objetivos do projeto é a priorização do interesse social e a promoção da justiça social por isso prevê a isenção, nas áreas urbanas, das taxas cartoriais quando o interesse social for comprovado, além de estabelecer critérios diferenciados para cada faixa de renda familiar para alienação do bem “Pagará mais quem puder mais, o que vai facilitar a vida de quem não pode pagar tanto”, afirma.

Alunos de Curral de Dentro ocupam escola

Cerca de 150 alunos bloquearam a entrada da Escola Estadual
Na manhã dessa quinta (27/10), um grupo de alunos do Ensino Médio da Escola Estadual Veríssimo Teixeira Costa, em Curral de Dentro, organizaram um protesto contra a aprovação da PEC 241. Com faixas, cartazes e carro de som, eles percorreram as principais ruas da cidade reclamando do conteúdo da Proposta de Emenda à Constituição.

Ao final da caminhada, os estudantes bloquearam a entrada da escola e não permitiram que ninguém adentrasse. "A PEC é um retrocesso para nós estudantes e para todo o povo brasileiro, já que os investimentos em Saúde e Educação serão congelados", diz 'Nota dos Alunos' enviada ao Jornal Folha Regional.

Já a aluna Bruna Millene, do 9º ano do Ensino Fundamental, demonstrou preocupação com as privatizações de instituições e universidades federais. "Seria muito ruim para os alunos de baixa renda", lamenta.

Conforme os manifestantes, a ocupação da Escola Veríssimo Teixeira Costa tem como objetivo mobilizar os representantes nacionais para que a PEC não seja aprovada no Senado Federal. "Há cerca de 150 alunos impedindo a entrada dos funcionários e de qualquer outra pessoa nas dependências da escola", informou a 'Nota do Alunos'.

A reportagem apurou que os próprios alunos estão organizando, com ajuda de voluntários, oficinas e debates em frente à escola. O movimento pretende manter a escola ocupada por dois dias, para isso farão revezamento de grupos.

Conforme a União Nacional dos Estudantes - UNE, até o momento são 102 universidades e cerca de 1.200 escolas ocupadas no Brasil.
Com faixas e cartazes alunos manifestam indignação
Protesto deverá durar 48 horas

Polícia Civil de Salinas encontra carga de geladeiras

Semi-reboque que teve o lacre violado
Ao anoitecer de quarta (27/10), uma equipe da Polícia Civil de Salinas, comandada pelo delegado José Eduardo, localizou, através de denúncia anônima, uma carreta bitrem abandonada às margens do quilômetro 240 da BR-251.

O semi-rebote que teve o lacre violado tem a placa  MKG-2404, de Tijucas, estado de Santa Catarina. Já o outro semi-rebote do bitrem tem a placa MKG-2524. Conforme a Polícia Civil, a carga de geladeira, da marca Brastemp, está avaliada em R$ 800 mil.

Quando os investigadores chegaram ao local, um dos baús do bitrem já estava com o lacre rompido e parte da carga, cerca de 20 geladeiras, havia sido subtraída, mas nenhum autor foi localizado ainda.

O abandono da carreta está sendo investigado pela equipe de Dr. José Eduardo. O motorista da carreta compareceu à Delegacia de Salinas na manhã dessa quinta (27) alegando que o veículo tinha quebrado e ele o deixou às margens da pista, seguindo para Vitória da Conquista em busca de conserto.

A equipe da Civil apura neste momento os nomes dos responsáveis pela carga e aguarda contato e apresentação da documentação.

Conforme Dr. José Eduardo, depois da operação "Ratos de Pista", desencadeada pela Polícia Civil no início de 2016, quando vários ladrões de Curral de Dentro e Santa Cruz de Salinas foram presos, os índices de roubos de cargas na BR-251, trecho que pertence à Comarca de Salinas, diminuíram cerca de 95%.
Carreta bitrem estava abandonada com carga avaliada em R$ 800 mil

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Homem que matou escrivão é preso após troca de tiros

Bila é acusado de homicídio e vários outros crimes
Na manhã dessa quarta (26/10) a Polícia Civil efetuou a prisão de Aldeir Souza Jardim, vulgo “Bila”, que era foragido do presídio de Teófilo Otoni e autor do episódio criminoso que culminou na morte do escrivão de polícia Allan Ferreira Couto, de Turmalina.

A partir de informações obtidas através da Agência de Inteligência Policial de Capelinha, o acusado foi localizado numa casa do bairro Juparaná, em Araçuaí, de onde recebeu os policiais a tiros. Depois de intensa troca de tiros, Bila foi alvejado com três disparos, que atingiram as pernas e a testa de raspão. Nenhum policial foi atingido.

Após ser rendido, os policiais efetuaram a prisão em flagrante do foragido e o encaminharam até o Hospital de Araçuaí. Bila foi autuado por tentativa de homicídio com causa de aumento, por ter sido praticada contra agentes de segurança pública, e permanece no hospital sob escolta de agentes penitenciários.

Conforme a Polícia Civil, além de foragido, Bila tem passagens por roubo, latrocínio, tráfico de drogas, porte de arma e furto.
Equipe que participou da operação: delegado Thiago de Carvalho Passos (Medina) e os investigadores: Geraldo Gonçalves Vieira (Capelinha), Lorenzzo Leme de Castro (Montes Claros), Rafael Hirle (Itambacuri), Ildete Andrade Miranda, Renato Soares Caetano e Aldelon Rafael Melo Rocha
(Araçuaí).

SAMU de Taiobeiras ganha aparelho de Ultrassonografia

Aparelho é portátil e permite disgnósticos precisos
A equipe da Unidade de Saúde Avançada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu de Taiobeiras, recebeu treinamento para implantação de Aparelho de Ultrassom nos atendimentos. As orientações foram da médica especialista em ultrassonografia do SAMU, Lilian Christianne Brito Fernandes.

Segundo o coordenador do Núcleo de Educação Permanente do SAMU Macro Norte – NEP, Ubiratam Lopes,  o equipamento de ultrassom portátil implantado na Base de Taiobeiras permite por meio de imagens adquiridas a identificação de lesões e alterações estruturais principalmente em órgãos internos da vítima assistida. “É algo inovador, eu desconheço outro SAMU que possui ultrassom portátil em suas ambulâncias ou outro serviço de atendimento pré hospitalar, daí a necessidade de treinamentos intensivos por parte de médicos para que possam manusear os equipamentos”, pontuou o coordenador, lembrando que o equipamento é mais aplicado em situações de trauma como coleções de sangue, sagramento, rompimentos de vasos, dentre outras.

O aparelho de ultrassom implantado apresenta duas situações de procedimentos. A normal, em situações clínicas e a FAST – Protocolo de atendimento em vítimas de traumas. O que otimiza o procedimento realizado, garantindo a sobrevida do paciente, como por exemplo: a perfuração de algum órgão importante – por meio desse exame radiológico é possível diagnosticar com maior precisão a área atingida.

O fato de ser portátil facilita o transporte. Pode ser levado a qualquer situação. O equipamento proporciona imagens de última geração e alta tecnologia, tudo isso dentro das ambulâncias do SAMU em atendimento urgência.
Parte da equipe do Samu de Taiobeiras durante o treinamento

Procurador manifesta favorável ao registro da candidatura de Virgílio

Virgílio estava com mandado de prisão em aberto e quando apareceu no período eleitoral, em que não poderia ser preso, foi recebido com muita festa pelos eleitores
O Procurador Regional Eleitoral, Patrick Salgado Martins, manifestou pelo deferimento do registro da candidatura do prefeito eleito de Vargem Grande do Rio Pardo, Virgílio Costa (DEM), que obteve 1.868 votos, contra 1.349 votos do atual prefeito João Bosco (PMDB).

Na manifestação da Procuradoria Regional Eleitoral, feita no último dia 21 de outubro, Dr. Patrick Martins disse não ter interesse em contrarrazoar os embargos de declaração interpostos, pois as falhas no registro da candidatura de Virgílio foram devidamente sanadas, já que não existe condenação criminal contra o candidato e sim procedimento de prisão preventiva.

Conheça o caso - A candidatura de Virgílio Costa havia sido indeferida através de pedido do Ministério Público no último dia 17 de agosto, quando foi alegado que o candidato não reunia as condições necessárias para obter o registro, uma vez que há omissões de dados e informações insanáveis no processo, como a rejeição de suas contas pelo Tribunal de Contas do Estado, o que foi confirmado pela Câmara Municipal de Vargem Grande. A promotoria alegou ainda que o deferimento da candidatura de Virgílio representaria ofensa a vários princípios, tais como moralidade e lealdade.

A coligação do prefeito João Bosco, então candidato à reeleição, também apresentou pedido de impugnação, alegando que Virgílio teve suas contas rejeitadas e que não possui domicílio eleitoral na cidade de Vargem Grande, além de afirmar que houve omissão dolosa do seu patrimônio na declaração de bens apresentada à Justiça Eleitoral, que houve diversas irregularidades nas convenções da coligação e que o candidato possui mandado de prisão em aberto.

Na sua defesa, o candidato mais votado Virgílio Costa rebateu as acusações e argumentou que todas as omissões apontadas já foram supridas, inclusive com a apresentação das certidões dos processos em que é réu. Quanto às contas rejeitadas, Virgílio alega que a decisão da Câmara Municipal teria sido suspensa em decisão do Tribunal de Justiça, que concedeu liminar em agravo de instrumento.

Quanto ao pedido de impugnação feito pela coligação de João Bosco, Virgílio rebateu as acusações argumentando a ilegitimidade ativa da Coligação, garantiu que tem domicílio eleitoral na cidade, apresentou nova declaração de bens e ainda afirmou que o fato de ser considerado foragido da justiça não o impede de ser candidato.

Durante o trâmite do processo, a situação de Virgílio foi agravada quando foi requerido seu depoimento pessoal e ele não compareceu na audiência de instrução marcada para o dia 31 de agosto.

Na decisão em que impugnou a candidatura de Virgílio, o juiz da Comarca de Rio Pardo de Minas, João Carneiro Duarte Neto, alegou uma série de irregularidades, mas não aceitou a denúncia de rejeição das contas do exercício de 2005, quando Virgilio era prefeito de Vargem Grande, pois no último mês de agosto o Tribunal de Justiça, em liminar, constatou vício de legalidade, pois Virgílio não teve direito a ampla defesa no processo.
 
Quanto à prisão preventiva, decretada no último mês de fevereiro, em processo que corre na Comarca de São João do Paraíso, onde é acusado de coagir testemunhas em ação de grilagem de terras, o juiz considerou que o fato de não haver uma previsão específica na legislação brasileira em relação à inelegibilidade de candidato foragido da justiça, não significa uma autorização. A lacuna na lei não pode ser entendida como um ato permissivo, sob pena de se infringir o próprio ideário de justiça. "Este juízo não pode se limitar a tão simplório raciocínio jurídico de ausência de entendimento legal ou jurisprudência. Chega a ser uma verdadeira afronta à dignidade da justiça o fato de uma pessoa estar deliberadamente desrespeitando uma ordem judicial para se recolher à prisão, mesmo que cautelarmente, e, ao mesmo tempo, em que pleiteia registro para poder participar regularmente de um pleito eleitoral", escreveu Dr. João Carneiro na sentença.

Com isso, no dia 05 de setembro, o juiz julgou parcialmente procedente os pedidos de impugnação da candidatura, e Virgílio foi para a campanha com o registro indeferido. A defesa contra a sentença foi apresentada no dia 09 de setembro, quando Dr. João Carneiro manteve a decisão e remeteu o processo ao Tribunal de Justiça.

No último dia 18 de setembro, o procurador Patrick Martins havia manifestado contra o recurso de Virgílio por que não havia sido apresentada a certidão do processo criminal. Em novo recurso, já com a certidão apresentada, Dr. Patrick aceitou o recurso e manifestou pelo deferimento do registro de candidatura, pois a certidão aponta a inexistência de condenação criminal.

Agora, o processo está, desde o dia 21 de outubro, com o juiz relator Antônio Augusto Mesquita Fonte Boa, que deve manifestar nos autos a qualquer momento. Ele tem três opções a tomar: abrir vistas para a coligação de João Bosco manifestar, decidir de forma monocrática ou levar para julgamento em plenário com sete votos.

O advogado do candidato eleito Virgílio Costa, Dr. Sidnei Alves, disse para a reportagem que o juiz relator não tem nenhum motivo para indeferir o registro da candidatura. “Não existe nenhuma condenação para Virgílio e a sua certidão está devidamente apresentada”, disse o advogado, explicando ainda que o mesmo processo tem dois números e por isso houve a confusão, mas a certidão apresentada vale para os dois números, já que se trata do mesmo conteúdo.

A reportagem questionou Dr. Sidnei sobre o que acontecerá com as eleições de Vargem Grande caso Virgílio perca o recurso, e ele foi categórico. “Se Virgílio não conseguir o registro, acontecerá novas eleições na cidade, isso é certeza”, afirmou o advogado. “E tem mais: se acontecer novas eleições, Virgílio poderá disputar normalmente, sem nenhum problema, pois agora não existe mais mandado de prisão, ele não tem nenhuma condenação e está com todas as certidões em mãos”, disse Dr. Sidnei.
Advogado de Virgílio diz não haver motivos para indeferimento do registro

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Edição nº 261


Deputado quer diminuir despesas de Prefeituras com funcionários cedidos ao Estado

Deputado Arlen, autor do projeto, alega que os funcionários cedidos oneram as prefeituras
Tramita na Assembleia Legislativa de Minas Gerais – ALMG o Projeto de Lei nº 2658/2015, de autoria do deputado estadual Arlen Santiago (PTB), que tem o intuito de proibir a cessão (com ônus para as Prefeituras) de servidores públicos municipais no estado para associações, fundações, órgãos públicos estaduais e federais, e quaisquer outras autarquias.

De acordo com o parlamentar, mesmo com dificuldades para pagar diversas contas, principalmente na área da saúde, administrações municipais vêm mantendo funcionários cedidos para diversos órgãos governamentais. “A cessão de servidores municipais torna-se um custo a mais na folha de pagamento de Prefeituras que bancam serviços que não são prestados pelo município”, destaca o Deputado.

A cessão é a modalidade de afastamento temporário de servidor público, titular de cargo efetivo ou emprego público, que lhe possibilita exercer atividades em outro órgão ou entidade, da mesma esfera de governo ou de esfera distinta, para ocupar cargo em comissão, função de confiança ou ainda para atender as situações estabelecidas em lei, com o propósito de cooperação entre as administrações.

Uma das reclamações dos órgãos públicos diz respeito à falta de pessoal, que os impede de melhorar o atendimento à população. Segundo o Deputado, enquanto sindicatos de servidores cobram das autoridades a realização de mais concursos para preencherem as vagas abertas de quem se aposentou ou para atender às demandas da sociedade, existe um batalhão de funcionários públicos que não trabalha nos órgãos para os quais prestou concurso e foi aprovado. “Como se não bastasse a ausência, as Prefeituras que cedem seus funcionários continuam com os encargos, aumentando as despesas e, na maioria das vezes sem recursos para contratar novos funcionários”, alerta Arlen Santiago.

Dessa forma, o Projeto proíbe o recebimento de servidores públicos em cessão. Trata-se também de uma forma do estado proibir que outros entes federados se envolvam com o favorecimento de recebimento, por parte do poder público, de servidores titulares de cargos pertencentes a outros entes federados.

Para o Deputado, “a previsão desses requisitos em lei evita que o estado receba servidores públicos de forma ilegal e em conflito com o ordenamento jurídico, situação que possibilita a nulidade do ato de cessão e a responsabilização tanto do estado como do próprio administrador público”.

Diante de uma receita em queda, de um momento de crise, é preciso exterminar essa situação das Prefeituras ficarem oneradas com a cessão de servidores, uma vez que estão pagando por trabalhadores que não estão atuando para o município”, conclui Arlen Santiago.

Governo libera dinheiro para barragem em Mato Verde

Construção de barragem para atender dois municípios está orçada em R4 48 milhões
A Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor) acaba de assinar a liberação de R$ 4,2 milhões para a complementação da Barragem Viamão, em Mato Verde, através da Copasa.

A Barragem de Mato Verde, que foi iniciada ao custo de R$ 48 milhões, já recebeu investimentos de 36% deste valor (R$ 18.453,00). Com a liberação de mais R$ 4,2 milhões, a obra terá o prazo previsto para sua conclusão em dezembro de 2017, diante de um terno de compromisso firmado entre o Sistema Sedinor/Idene e o Ministério da Integração Nacional no âmbito do PAC 2. 
"De acordo com o projeto, a altura da Barragem será elevada dos atuais 12 metros para 35 metros, o que vai garantir capacidade de fornecimento de 50 litros de água por segundo e o afastamento da possibilidade do desabastecimento no período de estiagem. Ao todo, a obra vai beneficiar os moradores dos municípios de Mato Verde e Catuti além de distritos", reforça Gustavo Xavier, Secretário da Sedinor.

Segundo o engenheiro da Copasa, Claudio Dias, responsável pela execução da obra, "cerca de 20 mil pessoas serão beneficiadas diretamente com a conclusão da obra que poderá acumular até 20 mil metros cúbicos de água, volume suficiente para enfrentar dois anos de forte estiagem sem faltar água nos dois municípios", aponta.

De acordo com o superintendente de Operação Norte da Copasa, Roberto Botelho, nesse período de intensa seca registrado nos anos de 2014, 2015 e agora em 2016, a conclusão desta obra será de extrema importância para garantir a segurança do abastecimento de água nos municípios de Mato Verde e Catuti, além de distritos hoje abastecidos com carros pipa. "Vamos ter água para passar dois anos de estiagem prolongada na região sem problema nenhum e parar em definitivo com a operação pipa que consome cerca de R$ 3,5 a R$ 4 milhões com o transporte de água", sinaliza.

Folha Regional bate novo recorde de acessos


Blog do Jornal Folha Regional bate outro recorde em 2016:
6 milhões de acessos!!!
Algo inédito no Norte de Minas!
Com isso, o faturamento no Google AdSense se consolida e garante a estabilidade do Folha Regional na microrregião Alto Rio Pardo.
Só temos a agradecer aos leitores pela confiança nas informações.

Credibilidade não se compra ou ganha, se conquista!

Contra a PEC 241, alunos fecham a BR-251 por 4 horas em Salinas

BR-251 foi fechada às 07 horas da manhã dessa terça
Ao amanhecer dessa terça (25/10), um grupo de estudantes do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG) e de três Escolas Estaduais de Salinas (Prediliano Santana,  Professor Levindo Lambert e Coronel Idalino Ribeiro) fecharam totalmente o quilômetro 322 da BR-251 em protesto contra a PEC 241, que prevê teto de gastos para os serviços públicos nos próximos 20 anos.

Com faixas, cartazes e fogo em pneus, os estudantes deixaram a rodovia fechada até às 11 horas, com estimativa de 15 quilômetros de engarrafamento nos dois sentidos. A intenção dos estudantes era manter o bloqueio por mais tempo, mais o sol estava muito quente e ainda não tiveram o apoio da Polícia Rodoviária Federal. Com as reclamações dos motoristas, a rodovia foi liberada.

Desde o dia 11 de outubro que alunos do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG) estão protestando contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 241), que congela os gastos federais pelos próximos 20 anos. A PEC foi aprovada em 1º turno na noite do último dia 10 por 366 deputados federais. Apenas 111 parlamentares foram contra.

Revoltados, os alunos do IFNMG, oriundos de diversas cidades da região, decidiram ocupar as dependências do IFNMG, impedindo a realização das aulas. Os manifestantes também fizeram protestos pelas ruas da cidade, ocasiões em que foram expostos cartazes e faixas demonstrando revolta com o conteúdo da PEC 241.

As ocupações se espalharam por outros diversos campi do Brasil. Conforme a União Nacional dos Estudantes (UNE), até a manhã dessa terça eram 82 universidades ocupadas e cerca de 1.000 escolas no País.

No dia 21, a Escola Estadual Mendes de Oliveira, de São João do Paraíso, também aderiu ao protesto. Na ocasião, os alunos saíram às ruas da cidade e fizeram muito barulho contra a PEC 241, que, segundo eles, vai enterrar a Educação.
Alunos demonstram preocupação com os futuros investimentos em Educação e Saúde