Facebook

quinta-feira, 31 de março de 2016

Nessa sexta Governo nomeia 2.500 servidores para a Educação

Com mais esta relação, Governo de Minas Gerais ultrapassa a marca de 20 mil nomeações realizadas desde o ano passado
Com o objetivo de cumprir a meta de 30 mil nomeações de novos servidores em 2016, o Governo de Minas Gerais publica no Diário Oficial Minas Gerais desta sexta-feira (1/4) nova lista de professores e técnicos nomeados para atuarem nas escolas estaduais e órgãos administrativos da Secretaria de Estado de Educação (SEE).

Serão mais 2.500 servidores nesta segunda lista do ano. Em 15 de março, o Governo do Estado publicou outras 2.500 nomeações, totalizando 5.000 neste ano.

Desde março de 2015 já foram nomeados 20.053 servidores, entre quadros técnicos e professores, todos eles aprovados no concurso de Edital Seplag/SEE nº 01/2011. As próximas nomeações vão contemplar também os concursos dos editais publicados em 2014.

Dos 2.500 nomeados desta nova lista, 2.149 vão atuar diretamente nas escolas: são 1.012 professores, 500 assistentes técnicos de Educação Básica, 77 especialistas em Educação Básica/orientador educacional e 560 especialistas em Educação Básica/supervisor pedagógico. 

Além disso, serão nomeados 186 analistas educacionais e 165 técnicos de Educação Básica para atuar em áreas administrativas das Superintendências Regionais de Ensino e no Órgão Central da SEE.

Os candidatos nomeados devem se submeter a exame médico pré-admissional, realizado pela Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional/Seplag, nas datas e horários informados no site da Seplag.

quarta-feira, 30 de março de 2016

PPS lança pré-candidato em Salinas

Partido convida para filiações e quer participar do processo eleitoral colocando à disposição um pré-candidato
Engenheiro Benoni é o pré-candidato do PPS em Salinas
O mais autêntico exercício político, como serviço público, precisa ter como origem e destino os municípios. É nas cidades onde vive o Brasil de verdade. Em que pese o grande desgaste da atividade política neste momento histórico do país, os desvios de conduta, os escândalos em série e da corrupção endêmica, o PPS acredita na política”, é com essa visão que o partido lança a pré-candidatura do engenheiro civil Raimundo Benoni para prefeito de Salinas. Ele tem especialidade e pós-graduação em Políticas Públicas e em Gestão Executiva.

O PPS de Salinas tem realizado encontros e debates para ouvir a população. E ao perceber que os desafios são muitos na capital da cachaça, lançou projeto político para enfrenta-los. “É necessário conhecimento, capacidade e humildade, mas, acima de tudo, estar à altura dos sonhos e da esperança da nossa gente”, destaca Raimundo Benoni logo após o PPS oficializar a sua pré-candidatura.

Conforme os membros da Executiva Municipal do PPS em Salinas, Benoni é um dos seus mais relevantes quadros para esta nobre missão. “Na boa política de Milton Campos, que nos ensinava que sempre haverá um palmo de chão limpo onde podem se encontrar os homens de bem”, disse Benoni.

Natural de Salinas, o pré-candidato é o filho de Raimundo e Zilma. “Ele herdou do pai, que já foi prefeito da cidade, a seriedade e a vocação política, da mãe ficou o legado de atenção e cuidado com as pessoas”, resume Marcelo Petrone, presidente do PPS em Salinas. “Salinas é a nossa terra, o nosso chão. O PPS de Salinas aproveita para convidar as pessoas interessadas na construção de uma cidade mais justa para se filiarem e participarem do processo”, emendou Marcelo.

Raimundo Benoni é funcionário de carreira da Cemig há 28 anos e já atuou como Secretário de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais, cargo que assumiu a convite do ex-governador Alberto Pinto Coelho. Em um período de nove meses no governo, Benoni criou um pioneiro e inovador plano integrado que mapeou ações em todas as áreas de Governo que pudessem convergir para a melhoria da qualidade de vida no semiárido mineiro.

PM de Taiobeiras pega traficantes com moto adulterada

Droga e balança apreendidas
Depois de denúncia anônima, a Polícia Militar de Taiobeiras montou operação para abordar dois homens acusados de tráfico de drogas na cidade. Quando os acusados foram abordados em uma moto Suzuki, cor preta, os militares descobriram que a placa CHK-3707 pertencia a uma moto Honda Titan, da cidade de Novorizonte.

Conforme os militares, a moto estava sendo conduzida por um rapaz identificado por Amarildo, de 26 anos. Ele carregava um menor de 17 anos na garupa.


Os autores estavam com uma sacola plástica contendo dois tabletes de maconha. Nas buscas, os policiais ainda apreenderam uma balança de precisão e uma faca. O autor Amarildo foi preso em flagrante e o menor conduzido até à delegacia.

Placa encontrada na moto Suzuki era de uma Honda

PM de Padre Carvalho encontra caminhão roubado

Caminhão estava carregado com ovos
Na madrugada de quarta (30) a Polícia Militar de Padre Carvalho, comandada pelo Sargento Alex Juneo, encontrou um caminhão Mercedes, placa GVJ-3819, de Montes Claros, abandonado em uma estrada vicinal do município. Conforme a Assessoria de Comunicação da PM, o local é de difícil acesso.

O caminhão, carregado com ovos, havia sido roubado na noite anterior na BR-251. Ainda não se tem pistas dos autores do roubo. A carga estava intacta. Acredita-se que os meliantes haviam escondido o veículo para posterior remoção da carga.


Os policias acionaram o guincho e o caminhão foi escoltado para o pátio credenciado em Salinas. A operação da Guarnição de Padre Carvalho contou com o apoio do Sargento Júlio César e do Tenente Fernando, comandante do Pelotão de Salinas.

Caminhão roubado foi escondido em uma estrada vicinal de Padre Carvalho

segunda-feira, 21 de março de 2016

Presidente da Câmara de Salinas recebe explicações do Superintendente da Copasa

Vereador André Santana, presidente da Câmara de Salinas e o Superintendente Roberto Botelho, da Copasa
O Superintendente da Copasa, Roberto Botelho, encaminhou resposta ao questionamento feito pelo vereador André Santana, presidente da Câmara Municipal de Salinas, que cobrou da Companhia uma explicação sobre a variação de turbidez e cor da água fornecida na cidade, fato que gerou enormes reclamações da população na 1ª semana deste mês.

Conforme o Superintendente, para evitar as variações na turbidez e cor da água distribuída é preciso realizar periodicamente descargas de redes e desinfecções nos reservatórios, só assim é possível evitar o comprometimento da qualidade e aparência da água distribuída. “Eventualmente, devido a grandes vazamentos em redes de distribuição, podem ocorrer pequenas variações na turbidez e cor da água distribuída, sem comprometer a sua potabilidade, mas afetando sua aparência”, explicou Roberto Botelho, lembrando que, nessas situações, os funcionários da Copasa precisam realizar descargas de água nas redes, ligações e reservatórios impactados com os vazamentos.

Na resposta encaminhada à Câmara de Vereadores, o Superintendente Roberto não admitiu a falha dos funcionários da Copasa de Salinas, mas afirmou que as orientações aos responsáveis pelo sistema de abastecimento foram reforçadas e ainda garantiu que estão sendo intensificadas as ações para garantir o fornecimento de água de qualidade em Salinas.

sábado, 19 de março de 2016

PM de Taiobeiras pega dois no tráfico, um deles tem apenas 12 anos

Materiais apreendidos
Durante patrulhamento pela Rua Canápolis, bairro Sagrada Família, uma Guarnição da Polícia Militar de Taiobeiras, comandada por Sargento Lauro, deparou com dois suspeitos, que tentaram evadir ao avistar a viatura, mas foram contidos e submetidos a busca pessoal.

Nada de ilícito foi encontrado com os suspeitos, sendo um menor de apenas 12 anos, que carregada uma câmara digital e um maior, identificado por Glaycon, que estava com R$67 no bolso.

Como ambos demonstraram muito nervosismo durante a abordagem, o Soldado Sampaio resolveu vasculhar uma residência abandonada próximo ao local, quando encontrou dois sacos plásticos com maconha.

Ao ser indagado, o menor assumiu a posse da droga e confessou que Glaycon teria lhe repassado para vender, para isso recebia R$20 por semana. Diante disso, o autor foi preso em flagrante e poderá responder por tráfico e corrupção de menores. Ele nega a acusação e alega que deu o dinheiro ao menor para comprar droga para o próprio consumo.

Atualmente o autor está cumprindo pena em regime semiaberto e os policiais suspeitam que ele é o autor de dois recentes furtos em Curral de Dentro.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Duas tentativas de homicídio em Taiobeiras

Por volta das 21 horas dessa sexta (18), dois jovens foram alvos de tiros na esquina da Rua Bambuí com a Rua Santa Luzia, no bairro Bom Jardim. Conforme as primeiras informações, um dos jovens foi alvejado com tiro na cabeça e foi levado em estado gravíssimo para o Pronto Socorro. O outro jovem também foi baleado, mas inicialmente não corre risco de vida.

A Polícia Militar ainda não divulgou os nomes das vítima, mas testemunhas contam que os jovens foram identificados por Cowboy e Kaike.

As viaturas estão fazendo rastreamentos pela cidade à procura dos autores e quem tiver qualquer informação pode ligar para o 190.

Prefeituras têm até o dia 31 para aderirem ao Programa de Transporte Escolar

Valor total repassado pelo Estado às prefeituras em 2016 está estimado em R$ 313 milhões
A partir deste ano, o Estado repassará recursos financeiros de forma direta para as prefeituras mineiras que realizam o transporte escolar de estudantes da rede estadual de ensino que residem em áreas rurais, ou seja, não haverá a necessidade de celebração de convênios.

Para receber o recurso referente ao transporte escolar, as prefeituras devem se inscrever até o dia 31 de março no Programa Estadual de Transporte Escolar (PTE). Em Minas Gerais, do total de 853 municípios, 848 têm direito ao transporte escolar, onde são atendidos 240.936 estudantes residentes na zona rural. O valor total repassado pelo Estado às prefeituras em 2016 é de aproximadamente R$ 313 milhões.

O termo de adesão ao PTE terá vigência de um ano, renovando-se automaticamente por iguais períodos. O valor do repasse será transferido em dez parcelas iguais e sucessivas, entre março e novembro de cada ano, em conta corrente específica aberta em instituição financeira oficial, a ser indicada pelo município.

Até o momento, 406 prefeituras já assinaram o termo de adesão. Àquelas que não aderirem ao Programa até o dia 31 de março não terão o direito às parcelas retroativas. “O Programa de Transporte Escolar tem o mérito de desburocratizar e agilizar o repasse dos recursos, implantando a transferência direta entre o Estado e municípios. Neste momento, queremos chamar a atenção dos prefeitos sobre a importância de aderir ao Programa até o dia 31 de maço, para que as Prefeituras possam receber os recursos pelo serviço que já foi prestado em fevereiro e março”, destaca o secretário-adjunto de Educação, Carlão Pereira.

Os critérios de cálculo para definição do valor dos recursos do PTE a serem repassados a cada município e a forma de execução do programa serão estabelecidos em cada exercício. Para o cálculo será considerado como principal fator, o número de alunos de educação básica da rede estadual residentes em área rural que usam o transporte escolar.

Inscrição - O município interessado em participar deverá inscrever-se mediante o preenchimento e assinatura do termo de adesão. O modelo está disponível para download neste link e, após o preenchimento, deverá ser enviado para o e-mail sin.dise@educacao.mg.gov.br e a via original para a Diretoria de Suprimento Escolar da Secretaria de Estado de Educação.

quinta-feira, 17 de março de 2016

Vereadores cobram iluminação pública em Salinas

Vereador Fernandes Vicente é o autor da Indicação
Na reunião ordinária do dia 07 de março, o vereador Fernandes Vicente Oliveira (PSB) apresentou uma Indicação, com nº 033/2016, solicitando do prefeito Kinca Dias (PT) a instalação de luminárias na Rua José Lucas de Souza, bairro Condomínio Luiza, pois os moradores se encontram no escuro. Conforme o vereador, a Cemig instalou os postes no local, mas as luminárias são de responsabilidade da Prefeitura Municipal. “Os moradores estão cobrando há muito, mas nenhuma providência é tomada, enquanto isso, a cidade está às escuras”, disse o autor da Indicação.

O assunto foi intensamente debatido no plenário. Ainda conforme o vereador Fernandes, a Prefeitura de Salinas não faz o serviço e ainda não presta as devidas informações à população. “A gente solicita informação e eles não sabem o que está acontecendo”, reclama Fernandes. “A solução é quebrar o contrato com essa empresa terceirizada e executá-la, pois o povo está sendo enganado”, completou o vereador, que chamou o Executivo de omisso.

A vereadora Edna Sarmento (PDT) explicou que a Prefeitura de Salinas, assim como outras 126 da região, terceirizou o serviço para uma empresa chamada “Solaris”, que não está cumprindo o serviço. “Não é a prefeitura que coloca as luminárias e troca as lâmpadas, é a empresa, que precisa ser fiscalizada”, disse a vereadora.

O vereador Osmário Martins (PSB) discordou da colega Edna e fez dura cobrança contra o Poder Executivo. “Nós temos que cobrar do prefeito Kinca sim, pois foi ele que contratou a empresa para prestar o serviço, portanto, a responsabilidade é do prefeito. Se a empresa não está dando conta, o problema é do prefeito que a contratou. Não podemos transferir responsabilidades”, criticou Osmário. “E não adianta ficar reclamando da falta de recursos, pois se a Prefeitura fosse ruim, Kinca não seria candidato à reeleição”, completou o vereador Osmário.

O vereador Eilton Santiago (PTB) também deixou claro que a obrigação da iluminação pública é da Prefeitura, que cobra uma taxa caríssima nas contas dos moradores. “Nós estamos pagando para a Prefeitura e não temos o serviço. Na Matrona, pago R$ 23,00 pela taxa de iluminação e não tem lâmpada nos postes. Isso é um absurdo”, disse Eilton.

O vereador Douglas Gomes (PV) destacou que a situação da iluminação pública de Salinas é caótica e, segundo ele, a prefeitura não consegue, sequer, trocar uma lâmpada queimada. “A prefeitura não presta o serviço e continua cobrando a taxa, mesmo com um monte de lâmpada queimada”, lamentou Douglas. “Se a empresa é ruim, é só colocar pra correr, mas não pode demorar tanto”, completou.

O vereador João de Deus, popular João Pela (PP), Líder do Prefeito no Plenário, admitiu que realmente a obrigação é da prefeitura, pois foi ela que contratou a empresa Solaris para executar a manutenção do serviço. “Não existe omissão do prefeito Kinca, pois a Solaris foi contratada e não deu conta do serviço, por isso, o contrato já foi extinto. Portanto, não existe omissão na Prefeitura de Salinas”, afirmou o vereador.

Ao final das discussões, a Indicação do vereador Fernandes Vicente ao Prefeito foi aprovada por 11 votos.

terça-feira, 15 de março de 2016

Taiobeiras terá Centro de Especialidades Médicas

Colegiado de Secretários de Saúde escolheram Taiobeiras para implantação do CEM, mas Salinas não aceitou a derrota e tenta reverter a decisão no campo político
O prefeito Danilo Mendes (PSDB) está comemorando intensamente o “chapéu” dado no prefeito de Salinas, Kinca Dias (PT). Mesmo sendo um prefeito tucano “roxo”, o único da região que faz oposição ferrenha ao governador Fernando Pimentel, Danilo conseguiu viabilizar a aprovação de um Centro de Especialidades Médicas (CEM) para Taiobeiras. “Foi um dia histórico para Taiobeiras”, comemorou Danilo, lembrando que a mudança de governo exigiu também mudanças nas estratégias em Saúde.

O motivo da grande comemoração de Danilo foi a vitória, ou melhor, o chapéu no prefeito Kinca, que dava como certo a implantação do CEM em Salinas, já que contava com toda a estrutura do PT no Governo. A notícia caiu como uma bomba na Prefeitura de Salinas e os bastidores estão chamas, pois, além de perder o importante benefício para um tucano, Kinca ainda precisa conviver com as ferrenhas críticas da população, pois o setor de Saúde em Salinas está um caos.

Conforme a Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros (SRS), comandada por Patrícia Guimarães, até então fiel companheira de Kinca, as implantações dos Centros de Especialidades Médicas nas microrregiões de saúde são decididas através do colegiado de Secretários Municipais de Saúde do Norte de Minas. É uma estrutura, de abrangência regional, que ofertará atendimento ambulatorial e especializado, como Cardiologia e Endocrinologia.

Para implantar um CEM em Taiobeiras, foram observadas várias diretrizes, como abrangência regional, organização, planejamento e, principalmente, atuação em rede, além da cidade já possuir o programa Viva Vida. No entanto, conforme estabelece a Deliberação CIB-SUS/MG nº 2.238, de 9 de dezembro de 2015, o que deve ser priorizado mesmo é a melhor alternativa para a microrregião.

Depois do anúncio para Taiobeiras, o prefeito Danilo reconheceu que a disputa foi muito grande. “Taiobeiras continuará sendo pólo em Saúde, para alegria de muitos e tristeza de poucos, que torcem para que essa Administração não obtenha êxito”, alfinetou Danilo em sua rede social.

Os méritos políticos da conquista foram para Danilo, mas há de se ressaltar o trabalho extremamente técnico feito pela equipe da Secretária Municipal de Saúde, liderada pelo secretário Eduardo Luiz Silva, que apresentou um vasto material na reunião do Colegiado de Secretários de Saúde do Norte de Minas, enquanto que o Secretário de Saúde de Salinas, Clemente Petroni, popular Tucho, sequer deu o ar da graça.

Agora, para Salinas resta a esperança de uma canetada política, para que possa, pelo menos, receber algumas das especialidades médicas destinadas à Taiobeiras. É esperar!

Salinenses bombardeiam o prefeito

Assim que a decisão de implantar o Centro de Especialidades Médicas (CEM) foi anunciada, o prefeito de Taiobeiras, Danilo Mendes, foi para as redes sociais comemorar, e ainda deu leves alfinetadas. Isso foi o bastante para os salinenses iniciarem uma série críticas ao prefeito Kinca. “Mesmo sendo do mesmo partido do governo estadual e federal o prefeito de Salinas não conseguiu desfrutar deste apoio e perdeu o benefício. É lastimável, pra não dizer incompetência”, detonou o vereador Douglas Gomes (PV).

O ex-prefeito Zé Prates também entrou no caso e demonstrou preocupação com a inércia da atual Administração.

O ex-prefeito ainda encaminhou uma carta ao governador Fernando Pimentel solicitando que os equipamentos públicos de atuação ampla sejam sediados nos dois municípios, pois do contrário haverá desequilíbrio no desenvolvimento regional. “Atrevo-me então, senhor Governador, sugerir a Vossa Excelência, reexaminar a possibilidade de redefinição da decisão adotada, não no sentido de desfazê-la, mas de propiciar também a Salinas a instalação de uma unidade do Centro de Especialidades Médicas”, diz trecho da carta enviada ao governador.

segunda-feira, 14 de março de 2016

Tampinha é pré-candidato a prefeito de Curral de Dentro

Deputado e Secretário de Esportes, Carlos Henrique, garante o apoio
O vice-prefeito de Curral de Dentro, Adaildo Rocha, popular Tampinha, do PRB, está lançando um projeto político para o município e, para isso, o partido projeta a sua pré-candidatura a prefeito para as eleições deste ano.

O projeto do pré-candidato tem o apoio do deputado estadual Carlos Henrique, que também é Secretário de Esportes em Minas Gerais. O lançamento da pré-candidatura de Tampinha prevê grande movimentação política em Curral de Dentro nos próximos dias, pois ele já anunciou que fará uma plenária do PRB no próximo dia 19, às 19 horas, no Salão Paroquial.

Até então, o prefeito Hermelino Malaquias não manifestou interesse em disputar a reeleição, com isso, o espaço ficou aberto para o vice-prefeito, que deverá enfrentar o ex-prefeito Tião Muquiba, o outro pré-candidato no município.

Deputado Antônio Jorge trabalha pela criação de carreiras na Atenção Primária

Deputado Antônio Jorge (PPS)
O Conselho Federal de Medicina (CFM) há mais de cinco anos trabalha pela criação de uma carreira voltada para os médicos que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente, há três Propostas de Emenda à Constituição (PECs) tramitando. As propostas 454/2009 e 34/20111 apresentam similaridades, entre elas, o vínculo com o Estado, ingresso por concurso público e regime de dedicação exclusiva - sendo permitido o exercício do magistério. Há, ainda, previsão de ascensão funcional, acesso a programas de educação continuada e remuneração compatível com as exigências. O deputado estadual Antonio Jorge (PPS) vai mais além e, desde o ano passado, trabalha pela criação de carreiras não só para os médicos, mas também para todos os profissionais que atuam na Atenção Primária.

Segundo o deputado, este, que era um desejo, tanto dos constituintes, quanto dos profissionais de saúde, tornou-se quase uma utopia. Mais de duas décadas depois, novas realidades se colocaram.  Por isso, para Antonio Jorge, é preciso sair do campo da utopia e partir para uma solução. O aprimoramento do SUS, segundo o parlamentar, exige que as carreiras se aproximem.

Os primeiros passos, ainda insipientes, sinalizam para a possibilidade da construção de carreiras voltadas para os profissionais que atuam na atenção primária. Tem-se na Estratégia da Saúde da Família (ESF) uma das experiências mais exitosas no País. E, é neste cenário que as carreiras se aproximam mais. Nele, os profissionais têm a mesma carga horária. O resultado é da equipe, o que pressupõe uma integração. Essa sugestão nasceu de discussões, muito densas e ricas, realizadas em reuniões com representantes do Ministério Público, do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-MG), sindicatos e de conselhos profissionais.

Nessas reuniões também ficou claro que as carreiras da saúde não visam somente a questão funcional. Mais que isso, visam, ainda, a melhoria do processo de trabalho em saúde. Quanto mais próximos estão os profissionais, quanto menos hierarquizados são eles, maiores as chances de melhores resultado na atenção primária.

Em Minas, a experiência dos consórcios públicos na área de saúde mostrou-se assertiva. Mas, segundo o deputado, é preciso avançar mais. “Diante da necessidade das carreiras, a perspectiva aponta para a criação de um consórcio público de direito público que congregue todos os profissionais do ESF no Estado, o que, logicamente, se dará com financiamento tripartite, com o aporte de recursos pela União, estado e municípios. Se esse ideário se tornar um consenso, o Governo estadual deverá ser o proponente. A nós, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, cabe usar o potencial que temos de interlocução com a sociedade. E, com a participação dos vários segmentos, construir e levar ao Governo estadual uma proposta consistente que contemple as carreiras do profissional da atenção primária”.

Nessa proposta, ainda em discussão, os consórcios absorveriam os servidores que atuam na ESF e que entraram no serviço por concurso público, seja no ente municipal, estadual ou federal. Com ela, há avanços também na solução de outro problema que extrapola os limites do setor saúde, que é a precarização dos contratos daqueles que não fizeram concurso público. O objetivo seria sanear uma praga que se hoje se multiplica no ambiente público. Para resolver problemas pontuais, ao longo dos anos, União, estados e municípios, formalizaram contratos temporários e deixaram para trás muitos passivos na área do Direito.

O fato é que precisamos ter, sob ponto de vista da governança pública, soluções que sejam legais, robustas e que apontem para uma perenidade futura”, assegura o deputado.

sábado, 12 de março de 2016

Está sendo articulada uma 3ª via na política de Salinas

Deputado Domingos Sávio e o advogado Dairton: 3ª via pode surgir na terra da cachaça
No próximo dia 19, o deputado federal Domingos Sávio (PSDB) deverá pousar em Salinas para articular a pré-candidatura tucana para a Prefeitura de Salinas. O nome mais citado nas fileiras da legenda é do advogado Dairton Neres, que é defensor do surgimento de uma 3ª via na cidade, já que a polarização da disputa entre Kinca Dias e Zé Prates vem se arrastando 12 anos.

O deputado Domingos Sávio é também presidente do PSDB em Minas Gerais e uma de suas intenções, além do impeachment da presidente Dilma, é lançar candidatos na maioria das cidades mineiras.

Atualmente em Salinas o PSDB não tem sequer um vereador, por isso o advogado Dairton e o deputado Domingos estão alinhados para mudar o cenário da legenda na cidade. É bom lembrar que os tucanos já fizeram história na cidade quando a liderança era do ex-deputado Péricles Ferreira.

O PSDB também convidou Zé Prates para suas fileiras, mas o ex-prefeito preferiu permanecer no PHS. Outra flertada dos tucanos foi com o vereador Douglas Gomes, mas também sem sucesso, pois ele deve deixar o PV e ir para o PHS.

Como o PSDB e o PT são como água e óleo, não se misturam, está descartada uma composição com o prefeito Kinca Dias, mas com Zé Prates existe a possibilidade de compor chapa.

Ainda no sentido de se criar uma 3ª via em Salinas, o PSDB, também através de Dairton, mantém conversas entre os empresários Natalício Mendes, Reginaldo Ferreira e Nivaldo Gonçalves. Nos diálogos do quarteto a pauta é o PSB. Para isso, os empresários esperam a benção do prefeito Ruy Muniz, de Montes Claros.

sexta-feira, 11 de março de 2016

Detran divulga Nota sobre o Licenciamento de Veículos



Novas políticas públicas para o campo são debatidas

Em pauta, ampliação dos espaços de comercialização de produtos da agricultura familiar, em especial, os mercados públicos municipais
Visando o fortalecimento da agricultura familiar em Minas Gerais, o deputado Rogério Correia esteve em Brasília com o ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Patrus Ananias; o secretário de Estado do Desenvolvimento Agrário (SEDA), Glênio Martins; o diretor técnico da Emater/MG, João Dangeles, e o deputado federal, Padre João, para tratar da ampliação de programas da pasta no Estado.

A criação da SEDA/MG foi uma cobrança de Rogério Correia, aliado aos movimentos sociais do campo, acatada pelo governo Pimentel. Após a criação da nova pasta, ficou estabelecida a transferência para ela das competências relativas à agricultura familiar e à regularização fundiária, antes vinculadas à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Durante a reunião, foi debatido a ampliação dos espaços de comercialização de produtos da agricultura familiar, em especial, os mercados públicos municipais. Além disso, atendendo demandas dos movimentos sociais, estão sendo debatidos projetos para ampliar os recursos e a capitalização das políticas públicas do campo, promovendo um alinhamento com as políticas nacionais do MDA, comandado por Patrus Ananiais.

Tarifa da Copasa deve subir 10,18%

Cidadãos poderão opinar antes do reajuste
A partir desta sexta (13), a Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae-MG) iniciou a Consulta Pública para recolher contribuições sobre a 1ª Etapa da Revisão Tarifária Periódica da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa). Os resultados dos cálculos estimam um aumento médio de 10,18% nas tarifas de água e esgoto. 

Os interessados podem encaminhar comentários e sugestões até o dia 28 de março pelo e-mail: audienciapublica10@arsae.mg.gov.br.

Para a população, a principal mudança trazida pela Revisão será a adequação da estrutura tarifária, isto é, da forma como a cobrança é repartida entre os usuários. A atual política da Copasa considera como mínimo para faturamento o volume de 6 mil litros (6 m³) para todas as categorias.

Esse modelo será substituído pelo faturamento com dois componentes: Tarifa Fixa e Tarifa Variável de acordo com o volume real verificado. Esta última é progressiva, elevando-se com o nível de consumo do usuário. Assim, quem consome 0 m³ paga apenas a Tarifa Fixa no valor de R$ 13,87, para a categoria residencial normal, enquanto quem consome 5 mil litros (5 m³), por exemplo, paga o fixo mais a quantia relacionada ao consumo.  

Essas e outras alterações na estrutura tarifária do prestador fazem com que o impacto a ser sentido pelos usuários dependa da categoria e do consumo, sendo em média de 10,18%. No entanto, para os consumos abaixo de 5 mil litros (5 m³) haverá redução real na fatura, pois o aumento ficou abaixo da inflação geral sentida pela população. 

O morador de uma casa com gasto de 2 mil litros (2 m³) de água por mês e tratamento de esgoto deixa de pagar R$ 30,32 e passa a pagar R$ 29,10, uma redução de R$ 1,22. Já para o consumo de 10 mil litros (10 m³), acima do antigo consumo mínimo, e tratamento de esgoto, a fatura que era de R$ 50,54 sobe para R$ 58,72, um acréscimo de R$ 8,18.

Os beneficiários da Tarifa Social sentirão ainda mais os impactos positivos. Para as mesmas faixas de consumo e serviços prestados, o valor das contas que antes era de R$ 29,10 e R$ 34,36, respectivamente, altera para R$ 17,45 e R$ 40,32. Até dezembro de 2015, cerca de 680 mil famílias foram beneficiadas com a Tarifa Social.

Crise Hídrica e Redução da Receita - A queda no consumo de água e a redução da receita da Copasa devido à crise hídrica, em especial na Região Metropolitana de Belo Horizonte, agravaram o desequilíbrio econômico-financeiro na Companhia, o que contribuiu para a limitação da capacidade de investimento em saneamento e o comprometimento da expansão dos serviços em Minas Gerais.

Segundo a análise da Arsae-MG, a Copasa necessita de uma Receita Tarifária de cerca de R$ 4,62 bilhões no período de maio de 2016 a abril de 2017, para manter o equilíbrio econômico e financeiro.

quinta-feira, 10 de março de 2016

Merenda escolar nas escolas estaduais terá recurso dobrado

Governo dobra recursos para a merenda escolar e os professores terão acesso
Secretaria de Estado de Educação (SEE) está dobrando o repasse enviado às escolas estaduais para alimentação dos estudantes. Atualmente, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) repassa cerca de R$ 150 milhões e, a partir deste ano, a cada real destinado pelo Governo Federal à alimentação escolar, outro real será investido pelo Governo do Estado. A primeira, de dez parcelas, está sendo liberada para as escolas nesta semana.

A intenção é melhorar a qualidade e a variedade do alimento que é oferecido aos estudantes. Desde 2010, o repasse per capita dos recursos federais para a alimentação não aumenta – está em R$ 0,30 –, o que gera perda do poder de compra por parte das escolas. É a primeira vez que o Tesouro Estadual  custeia a merenda escolar.
Em Minas Gerais, a compra dos alimentos é feita diretamente pelas escolas por meio das caixas escolares.

Além do aumento do recurso, a SEE passou a permitir a alimentação dos professores, que havia sido cortada no governo anterior.

Nutricionistas – Outra ação importante da Secretaria de Estado da Educação é a contratação, por meio de processo seletivo simplificado, de 53 nutricionistas para atuar em cada Superintendência Regional de Ensino (SRE) – são 47 ao todo no Estado – e outros seis profissionais para atuar no órgão central.

Deputado pede telefonia celular nos distritos

Deputado Arlen quer telefone celular nos distritos da região
O deputado Arlen Santiago (PTB) solicitou novamente ao Governo de Minas Gerais a inclusão de distritos que não foram contemplados na segunda fase do ‘Minas Comunica’. Segundo o parlamentar, a inclusão poderá ocorrer por meio de um Termo Aditivo no atual contrato, já que muitos distritos foram criados após o lançamento do Programa.

Não quero que nenhuma localidade fique de fora do Programa, que traz um grande benefício para as comunidades que precisam procurar por sinal em outros pontos para conseguir fazer as ligações”, ressaltou Arlen Santiago.

O Programa tem o objetivo de disponibilizar aos cidadãos mineiros o acesso aos serviços de telecomunicações, especialmente ao serviço móvel com capacidade de prover telefonia e transmissão de dados, de forma universal, em igualdade de condições.

O Deputado afirmou que, “a instalação dessas antenas favorecerá as escolas, os postos de saúde, quem trafega pelas estradas, dessa forma, significará mais segurança, educação, informação e, consequentemente, renda”.

Para Arlen Santiago, “o Programa colaborará não só com os distritos como também na zona rural, que acaba sendo beneficiada com o sinal das torres instaladas na região”.

Entre as solicitações de inclusão feitas pelo parlamentar estão os distritos de: Vale das Cancelas (Grão Mogol); Água Boa e Santo Antônio do Itinga (Santa Cruz de Salinas) e Boa Sorte (São João do Paraíso), dentre outros.

quarta-feira, 9 de março de 2016

Projeto visa política para atingidos por barragens

Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) participou dos debates para criar o anteprojeto
O Governo de Minas enviou à Assembleia Legislativa um anteprojeto de lei que institui a Política Estadual dos atingidos por barragens e outros empreendimentos (Peabe). O documento vai garantir a interlocução entre os órgãos de governo competentes, os empreendedores e as populações atingidas. Esse anteprojeto tem a proposta, ainda, de solucionar uma demanda histórica, ao estabelecer diretrizes e mecanismos para balizar a ação dos empreendedores e do Estado nas tratativas de reparação e direitos das pessoas e populações que, por conta da instalação de barragens ou outros empreendimentos, têm sua vida completamente modificada. 

A proposta da Política Estadual, a ser votada na Assembleia, além de reforçar os direitos de reparação (como indenização, reassentamento) das pessoas atingidas, também é inovadora por dispor de mecanismos claros para garantir a participação social em todas as etapas do empreendimento. Para tanto, prevê a criação de um Comitê Gestor, que será uma instância colegiada e paritária com a sociedade civil, responsável por homologar, para cada empreendimento, o Plano de Desenvolvimento Social e Econômico aos atingidos. Plano este que, vale ressaltar, será custeado integralmente pelo empreendedor. 

O anteprojeto foi elaborado por um Grupo de Trabalho instituído em 4 de setembro de 2015 pelo governador e coordenado pela Sedpac com vistas à apresentação de uma proposta de política dos atingidos. Desde então a proposta vem sendo debatida, com a participação da sociedade civil, por meio do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e de órgãos do Estado.


Entre os objetivos da Peabe estão a garantia de participação social nas etapas de concepção, elaboração e realização dos estudos de viabilidade de barragens e outros empreendimentos no Estado, bem como o fortalecimento da atuação conjunta e articulada das esferas de governo na proteção aos direitos dos atingidos pela construção, instalação, ampliação e operação dessas represas de contenção de rejeitos.

segunda-feira, 7 de março de 2016

Municípios têm até 5 de julho para realizar Conferência da Cidade

As etapas municipais são preparatórias para a realização dos eventos Estaduais e Nacional e devem debater propostas e soluções voltadas à realidade local.
O Governo de Minas Gerais iniciou a mobilização dos municípios mineiros para a realização das Conferências Municipais da Cidade, que são preparatórias para a Conferência Estadual e Nacional, que serão realizadas no ano que vem.

As prefeituras mineiras têm até o dia 30 de março para publicação do chamamento público para o evento e até o dia 5 de julho para realização das conferências municipais. Dessa vez, o tema vai abordar “A Função Social da Cidade e da Propriedade” e o lema: “Cidades Inclusivas, Participativas e Socialmente Justas”, com o objetivo de pensar e rediscutir o desenvolvimento das cidades. 

As discussões iniciam pela etapa municipal, que propicia a articulação de diversos segmentos da sociedade, o conhecimento das realidades locais e cria oportunidades de estreitar as relações do cidadão com os poderes constituídos e as organizações sociais.

Para mais informações, acesse o site www.cidades.gov.br/6conferencia, envie um e-mail para conselho@urbano.mg.gov.br ou ligue para 31-3915-8555 (8980)(7094).

sexta-feira, 4 de março de 2016

Sind União convoca Assembleia para prestar contas


Presidente da Câmara de Salinas cobra explicações da Copasa

André Santana, presidente da Câmara de Salinas, quer saber quais medidas estão sendo tomadas para resolver o problema
Na tarde dessa sexta (04), o presidente do Poder Legislativo de Salinas, vereador André Santana (PSD), enviou ofício ao Superintendente da Copasa no Norte de Minas, Roberto Botelho, cobrando esclarecimentos sobre a variação de turbidez da água fornecida na cidade. “Durante toda essa semana a população salinense vem reclamando das condições das águas que saem nas torneiras e por isso estamos cobrando uma explicação da Copasa”, justificou o presidente.

Cidadão registrou situação da água no bairro Industrial
No ofício encaminhado ao Superintendente, o vereador André Santana relatou que a água fornecida vem apresentando variações na transparência devido à presença de materiais suspeitos, fato que deixa a água com variadas cores. “Os moradores, de diferentes bairros, reclamam que a água está muito escura, sendo que em alguns bairros a água chega extremamente amarelada e até mesmo preta”, relata André. “Isso é inadmissível e a Copasa precisa tomar providência urgente”, completou.

As maiores reclamações surgiram nos bairros: Industrial, Santo Antônio, Panorama e Silvio Santiago. “A situação é cada vez pior. Um desmando total. É vergonhoso. Serviço da pior qualidade, não devia nem haver conta, parece que a água que está saindo nas torneiras, está vindo direto da barragem”, escreveu a internauta Maria Rocha Silva.

A Copasa ainda não se manifestou.

PM de São João apreende motos clonadas, produtos de furto e espingarda

Três das motos apreendidas
A Polícia Militar de São João do Paraíso desencadeou operações contra o crime, que resultaram em apreensões de quatro motocicletas, arma de fogo e produtos de furto. Em uma das operações, realizada no Centro da cidade, foram abordadas três motocicletas
estacionadas, com placas OKR-8688 e JOI-8258, de origem do estado da Bahia e que haviam sido roubadas. A terceira moto, placa DZR-1402, estava com numeração do chassi raspada. Na ocasião, nenhum condutor das motocicletas apareceu no local e os três veículos foram apreendidos.

Já durante um patrulhamento pelas ruas da cidade, os militares abordaram um indivíduo identificado por Valdino, que conduzia uma motocicleta placa KEA-7008 com numeração do chassi parcialmente suprimida. Ao verificar a origem do veículo, os militares descobriram que era veículo de leilão e, por isso, deveria estar fora de circulação, fato que gerou a apreensão.

Na comunidade de Maravilha, zona rural do município, os policiais localizaram na residência de um homem identificado por Silvano uma arma de fogo, tipo espingarda, sem registro. O autor foi preso em flagrante por posse irregular de arma.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Quadrilha de assaltos a bancos volta a atacar, dessa vez em Berizal

Agências ficaram totalmente destruídas
Todo o dinheiro foi levado
Na madrugada dessa quinta (03), por volta das 02 horas, a aterrorizante quadrilha de assaltos a bancos voltou a atacar em nossa região. O modus operandi foi o mesmo de Comercinho, Cachoeira, Ninheira, Curral de Dentro e Medina.

O bando chegou à Berizal em três carros e duas motos. Testemunhas identificaram um Gol branco, um Fiesta preto e uma caminhonete, tipo Hilux.

Antes de explodirem a agência dos Correios e do Bradesco, que funcionam no mesmo prédio, os bandidos cercaram três residências de policiais, sendo que em duas delas efetuaram disparos para intimidá-los.

Enquanto os policiais ficaram acuados em duas residências, outros seis meliantes efetuaram as explosões nas agências, levando todo o dinheiro que estavam nos terminais eletrônicos. A quantia roubada ainda não foi revelada.

Em Berizal, as agências dos Correios e do Bradesco ficam ao lado do Destacamento da Polícia Militar.

quarta-feira, 2 de março de 2016

PM de Salinas pega mais um acusado de tráfico

Acusado usava residência para traficar no bairro Industrial
O tráfico de drogas em Salinas é crescente, mas a Polícia Militar não está dando trégua para os traficantes.

Na noite de terça (1º), o novo bote contra o tráfico de drogas foi no bairro Industrial, quando uma Guarnição da PM, formada por Cabo Fábio, Cabo Vilela, Cabo Heverton e Soldado Sobrinho, estavam em campana para apurar uma série de denúncias de venda de drogas na Rua Antônio Barbosa Neto.

Quando um suspeito chegou de moto, uma Honda FAN, cor cinza, à residência vigiada, foi direto à caixa de correio, ocasião em que os militares tentaram abordá-lo, mas o indivíduo conseguiu evadir. Na caixa, os policiais encontraram um papelote de cocaína. Com isso, a residência foi cercada e os policiais flagraram o suspeito identificado por Edicarlos, de 29 anos, com oito papelotes de cocaína e R$ 366,00 em dinheiro, além de materiais para acondicionar entorpecentes, como sacos plásticos e tesoura.

O suspeito recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia, onde foi ratificado o flagrante. O nome do indivíduo que fugiu não foi revelado, mas os militares relatam que ele também morava na residência usada para o tráfico.

terça-feira, 1 de março de 2016

Março é mês de preparar a silagem para alimentar o gado durante a seca

Silagem de sorgo através do Sistema de Integração Lavoura-Pecuária com plantio em consórcio, junto com capim.
Por Thiago Fernandes

As chuvas do início do ano recuperaram boa parte das pastagens e ajudaram os pecuaristas a alimentar o rebanho. Mas o momento também é de preparo para enfrentar os meses de estiagem que não demoram a chegar.

De acordo com o coordenador técnico de Bovinocultura da Emater-MG, José Alberto de Ávila, nesta época do ano a capacidade de produção pecuária é maior em razão do regime de pasto. “O período de chuvas favorece o regime de pasto, com um custo de produção mais barato. A dúvida é daqui a 90 ou 120 dias, quando o pasto cai de qualidade e o produtor depende de suplementação com a utilização da silagem. Por isso é importante planejar a produção”, destaca.

A silagem é uma forragem – capim, milho, sorgo, etc – que é cortada, compactada, vedada e armazenada em silos para fermentação. Quando bem feita, o valor nutritivo da silagem é semelhante ao material de origem. Na época de seca, ela pode substituir o pasto e, por isto, é conhecida como suplementação volumosa.

Março é o mês que se intensifica a processo de silagem, com produção do material volumoso que foi plantado para esta finalidade. O processo de ensilagem vai do corte até a proteção do silo. Nesta fase, é preciso preservar ao máximo a qualidade da forragem produzida.

Para preparo da ensilagem, o produtor precisa estar atento ao ponto de corte, pois a qualidade da silagem depende da correta determinação do momento de corte. No caso do milho, a planta deverá apresentar teor de matéria seca na faixa de 30 a 35%. Já no corte para ensilagem, a picadeira deve estar bem regulada e com as navalhas sempre em boas condições para proporcionar uma boa picagem do material. O tamanho da partícula ideal é de 0,5 a 1,5 cm”, explica o coordenador da Emater-MG.

De acordo com Ávila, a compactação da silagem é uma operação de grande importância. O objetivo é expulsar o ar do interior da massa verde que está sendo ensilada, conseguindo um ambiente anaeróbico (sem oxigênio). A ação visa obter fermentação desejável (alta produção de ácido láctico). Quando o material se apresenta no ponto ideal de ser ensilado, a compactação bem preparada proporciona uma densidade de silagem da ordem de 650 a 700 kg/m3.

Outras questões importantes são o tempo de enchimento, a vedação e a proteção do silo. “São etapas que impedem o retorno de ar na massa verde e a entrada de animais. Perfurações na lona dão oportunidade à entrada de ar ou de água de chuvas eventuais para o interior da massa ensilada e causam perda de qualidade”, conclui.

Etapas da produção
Para obter silagem de alta qualidade é necessário estar atento a todos os pontos básicos que se relacionam com a atividade, tanto na fase de produção (que vai da análise de solo até o ponto de corte) como na fase de ensilagem (que vai do corte até a proteção do silo).

Segundo Ávila, quando trabalha com o sistema de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) a primeira fase de produção começa entre maio e junho. “Primeiro é recomendado fazer análise de solo do pasto e aplicação de fertilizantes no pasto. Já em setembro é preciso retirar os animais do pasto para a rebrota do capim e formação da palhada e em outubro fazer aplicação de herbicida dessecante. Em novembro acontece o plantio direto do milho e em seguida duas adubações de cobertura. É preciso ficar atento à pulverização, para o controle de pragas. Em fevereiro retoma o processo de ensilagem”, ressalta.

Etapas da produção da silagem

Maio e junho – Análise de solo do pasto e aplicação de fertilizante.
Setembro – Preservar o pasto para a rebrota do capim e formação da palhada.
Outubro – Aplicação de herbicida dessecante.
Novembro – Plantio direto do milho e duas adubações de cobertura.
Dezembro – Pulverização para controle de pragas.
Fevereiro e março – Colheita e ensilagem.