Facebook

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Homem que matou escrivão é preso após troca de tiros

Bila é acusado de homicídio e vários outros crimes
Na manhã dessa quarta (26/10) a Polícia Civil efetuou a prisão de Aldeir Souza Jardim, vulgo “Bila”, que era foragido do presídio de Teófilo Otoni e autor do episódio criminoso que culminou na morte do escrivão de polícia Allan Ferreira Couto, de Turmalina.

A partir de informações obtidas através da Agência de Inteligência Policial de Capelinha, o acusado foi localizado numa casa do bairro Juparaná, em Araçuaí, de onde recebeu os policiais a tiros. Depois de intensa troca de tiros, Bila foi alvejado com três disparos, que atingiram as pernas e a testa de raspão. Nenhum policial foi atingido.

Após ser rendido, os policiais efetuaram a prisão em flagrante do foragido e o encaminharam até o Hospital de Araçuaí. Bila foi autuado por tentativa de homicídio com causa de aumento, por ter sido praticada contra agentes de segurança pública, e permanece no hospital sob escolta de agentes penitenciários.

Conforme a Polícia Civil, além de foragido, Bila tem passagens por roubo, latrocínio, tráfico de drogas, porte de arma e furto.
Equipe que participou da operação: delegado Thiago de Carvalho Passos (Medina) e os investigadores: Geraldo Gonçalves Vieira (Capelinha), Lorenzzo Leme de Castro (Montes Claros), Rafael Hirle (Itambacuri), Ildete Andrade Miranda, Renato Soares Caetano e Aldelon Rafael Melo Rocha
(Araçuaí).

Um comentário:

  1. Tinha que ter passado dessa pra melhor esse lixo, tinha que levar metal era na cara.

    ResponderExcluir