Facebook

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Programas pedagógicos contribuem para queda do analfabetismo em Minas

Neste Dia Mundial da Alfabetização (08/09), Secretaria de Educação mostra avanços obtidos com ações instituídas nas escolas do Estado
Minas Gerais segue a tendência nacional de queda na taxa de analfabetismo, principalmente entre crianças com idades entre 10 e 14 anos. Segundo a diretora do Ensino Fundamental da Secretaria de Estado de Educação (SEE), Eleonora Paes, a implantação de programas pedagógicos específicos é um dos componentes para a redução do número de analfabetos no estado.

O decréscimo é constatado na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE. Em 2014, o índice de pessoas que não sabiam ler nem escrever na faixa etária de 10 a 14 anos era de 1,1%, em Minas Gerais, enquanto no Brasil o índice era de 1,8%.

No mesmo ano, o país apresentava taxa de analfabetismo de 8,3% entre os adolescentes com 15 anos ou mais. Já em Minas Gerais, o percentual na mesma faixa etária era de 7,1%.

Se os índices acima forem comparados com os de 2010, o analfabetismo caiu de maneira geral. Naquele ano, o Brasil apresentava taxas de 12,4% (para faixa etária de 15 anos ou mais) e 3,9% (entre 10 e 14 anos). Em Minas Gerais, os índices eram respectivamente de 11,7% (15 anos ou mais) e 1,7% (faixa etária entre 10 e 14 anos).

Já tivemos muitos avanços, mas os desafios ainda são grandes”, observa Eleonara Paes. Nesta quinta-feira (8/9) é celebrado o Dia Mundial da Alfabetização, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e Unesco com o objetivo de fomentar a alfabetização pelo mundo.

A Escola Estadual Ana Faria, em Pedra Azul, tem 26 alunos no Acompanhamento Pedagógico Diferenciado. A maioria, segundo a vice-diretora Márcia Andrade, com defasagem na leitura, escrita e interpretação. “A frequência e o interesse dos alunos nas atividades são grandes”, observa Márcia, que  ressalta a importância de dar aos alunos com dificuldade no aprendizado condições de acompanhar os colegas da mesma faixa etária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário