Facebook

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Juiz de Taiobeiras relaxa prisões de militares

Sociedade de São João declarou apoio aos militares
Na tarde dessa quarta, 22 de junho, o juiz da Comarca de Taiobeiras, Marcelo Duarte, relaxou a prisão dos policiais militares de São João do Paraíso: Tenente Mota e Soldado Rodrigues, que haviam sido presos após trocarem tiros com um suspeito de assalto.

Os militares estavam presos no Batalhão da PM em Montes Claros, fato que revoltou a população paraisense e levou milhares à uma manifestação na principal Avenida da cidade na tarde do dia 20, ocasião em que todos declararam apoio à ação dos policiais.

Neste momento, os militares acabaram de serem liberados em Montes Claros.

7 comentários:

  1. Parabéns à população de São João do Paraíso/MG e ao Dr. Marcelo Duarte pela sensibilidade e atenção com os Policiais Militares.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns ao sr juiz,a população precisa de policiais que horram suas fardas como estes que foram presos por nos defender desses indelinquentes, essa é a nossa justiça brasileira, vergonha.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns a sociedade de São João do Paraíso-MG, que de forma organizada protestou a favor do trabalho da Polícia Militar no município. Esse episódio mostra que só teremos um país desenvolvido, quando tivermos uma sociedade civil organizada e engajada com o futuro do país, além de instituições públicas independentes e fortes.

    ResponderExcluir
  4. A JUSTIÇA BRASILEIRA É UMA VERDADEIRA BAGUNÇA,POIS SE A REPORTAGEM ESTIVER CERTA, QUEM PODERIA LIBERAR OS MILITARES É O JUIZ MILITAR E NÃO O JUIZ DE TAIOBEIRAS.

    ResponderExcluir
  5. Boa esta atitude devemos ficar do lado da segurança.....

    ResponderExcluir
  6. Vagabundo bom é vagabundo morto.

    ResponderExcluir
  7. Penso eu que se os policiais estiverem trabalhando em prol da população, eles devem sim, ser liberados pela Comarca de Taiobeiras que representa também São João do Paraíso. Pois são militares sim a serviço da cidade e não do estado. Militar é estadual mas especificamente trabalha no município específico e não o estado geral.

    ResponderExcluir