Facebook

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Eduardo Garnisé morre aos 92 anos

Eduardo de Freitas Lima - *1924 / +2016
*Por Alex Sandro Mendes


Na madrugada dessa quinta, 16 de junho, faleceu um dos comerciantes pioneiros de Taiobeiras: Eduardo de Freitas Lima, popular Garnisé.

08 filhos, 04 genros, 03 noras, 20 netos, 12 bisnetos. Com a esposa Teodolina Marques Lima viveu 67 anos.

Homem ilibado, que honrou o nome por toda a vida!

Gostava de política e odiava politicagem.

Viveu com intensidade os afazeres do comércio.

Seus fins de semana eram marcados pelos passeios numa Rural azul e branca. Gostava de jogar bocha.

Com muita honra, o tivemos como colunista do Jornal Folha Regional por quase cinco anos.

Gostava de escrever sobre obras públicas, principalmente sobre a falta delas.

Sonhava em ver a conclusão da Barragem de Berizal, ilusão que ficará para seus bisnetos, talvez. O asfalto para Fruta de Leite, outro sonho, deixa para os tataranetos.

Suas visitas à redação eram rápidas, prazerosas, objetivas. Nunca esquentava a cadeira.

Suas ligações telefônicas mais rápidas ainda. Sempre dizia que eu não tinha tempo para perder (lágrimas).

Seus artigos chegavam em folhas manuscritas. Geralmente pedia os funcionários do Armarinho para trazer. Quando aparecia pessoalmente, os dois dedos de prosa eram sagrados (sensação de presença).

Agora resta-nos despedir, sofrer com sua ausência e alegrar com as lembranças.

Adeus!
*Diretor do Jornal Folha Regional

3 comentários:

  1. Sem dúvida um grande homem, exemplo para todos; que Deus o tenha. Meus sinceros sentimentos à família.

    ResponderExcluir
  2. Seu Eduardo merece todo o apreço e respeito expressados na matéria

    ResponderExcluir
  3. Que sirva de exemplo para a população de Taiobeiras. Principalmente para os jovens que andam sem "Horizontes".

    ResponderExcluir