Facebook

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Vereadores de Salinas autorizam leilão de pontos do mercado para construção de cemitério

Prefeito Kinca foi à Tribuna da Câmara defender a aprovação do leilão
Depois de muito debate, os vereadores de Salinas aprovaram, por unanimidade, o Projeto de Lei de autoria do prefeito Kinca Dias (PT), que visa alienar três pontos comerciais localizados no Mercado Municipal, cuja reforma está na reta final. Para convencer os vereadores sobre a viabilidade do projeto, o prefeito foi à Tribuna da Câmara no dia 16 de maio e afirmou que os recursos arrecadados com o leilão dos estabelecimentos serão aplicados na construção de um novo cemitério, para isso, a Prefeitura já teria adquirido um terreno de quatro hectares.

Na ocasião, o prefeito Kinca também respondeu perguntas dos vereadores e destacou que a questão do cemitério é urgente, pois o atual está superlotado e o município ainda precisa cumprir um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público.

O vereador Douglas Gomes era o mais receoso com o projeto e demonstrava preocupação em desfazer do patrimônio público e depois o prefeito não conseguir construir o novo cemitério. Ele apresentou uma Emenda que autorizava o leilão de apenas uma loja do mercado, mas todos os vereadores votaram contra, inclusive com algumas ferrenhas críticas da bancada governista, que demonstrava pressa em aprovar o leilão. “O leilão de apenas uma loja inviabiliza a construção do cemitério”, argumentou o vereador João de Deus, líder do prefeito no plenário.

O texto do projeto aprovado prevê que o prefeito Kinca poderá leiloar as três lojas disponíveis no mercado e “usar os recursos em obras de infraestrutura, inclusive na construção do novo mercado”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário