Facebook

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Nesta terça, Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados fará audiência pública sobre a Barragem de Berizal

Requerimento para audiência pública foi apresentado pelo deputado Zé Silva
Na tarde dessa terça-feira (22), a Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados realizará, a pedido do deputado Zé Silva (SD), uma audiência pública  para debater  a paralisação das obras da Barragem de Berizal,  que está embargada há 18 anos. O projeto visa perenizar o rio Pardo e abastecer  seis municípios, além de capacidade para irrigar cerca de 10 mil hectares e criar mais de 50 mil empregos diretos e indiretos.

Zé Silva, justificativa que a paralisação da obra da barragem, está causando um prejuízo financeiro incalculável, pois está ocorrendo a deterioração das obras já executadas, além de causar prejuízo: econômico, social  e político ao Vale do Alto Rio Pardo e a toda  região.

Ao defender a retomada da construção da barragem, o deputado Zé Silva afirma que a obra é uma questão de sobrevivência para os moradores da região, que sofrem com os efeitos da seca. “Enquanto eu tiver voz no Congresso Nacional, lutarei por essa nobre causa, a falta de entendimento entre as autoridades, está cerceando o direito das pessoas desfrutarem de um bem comum entre os cidadãos brasileiros”, explica Zé Silva, autor do requerimento para a realização do debate.

Iniciada em 1997, a construção da barragem está embargada desde 2002 pelo Conselho de Política Ambiental (Copam), a pedido da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam), devido a uma série de problemas, entre eles a falta de licenciamento ambiental.

A audiência pública acontecerá no plenário 6 da Comissão de Agricultura, às 14 horas dessa terça-feira. Quem tiver interesse pode acompanhar ao vivo pelo site da Câmara dos Deputados: http://www2.camara.leg.br

2 comentários:

  1. Engraçado falta pouco tempo para o ano de eleições, lá vem denovo a tão sonhada barragem de berizal. Acorda gente esses vagabundas só que votos.

    ResponderExcluir
  2. QUE VENHA A BARRAGEM E NÃO NECESSARIAMENTE VOTAREMOS NESSES CARAS!!!! ALIÁS, NEM DEVERÍAMOS VOTAR.

    ResponderExcluir