Facebook

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Nesta sexta, Sedru reúne especialistas para discutir Regularização Fundiária

Prefeituras, cartórios, universidades e Ministério Público estão mobilizados para restabelecer critérios na emissão dos títulos de posse de terra
Secretário Tadeu Leite trata a regularização fundiária como prioridade

A Secretaria de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana (Sedru) vai reunir gestores, técnicos, assessores jurídicos, cartórios de registro de imóveis, universidades e Ministério Público para discutir a retomada das ações de Regularização Fundiária Urbana no Estado de Minas Gerais.

O encontro será realizado nesta sexta-feira (17/7), a partir das 9 horas, no auditório da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), em Montes Claros, e vai contar com a presença dos 16 municípios da microrregião do Alto Rio Pardo.

O objetivo é apresentar a proposta de atuação da Sedru para regularização fundiária urbana e discutir os primeiros passos para que o Estado volte a emitir títulos de posse aos ocupantes de áreas devolutas. 

Vamos envolver diversos atores, definir prioridades e discutir ações de planejamento urbano e ordenamento territorial de acordo com o contexto de cada região. Para isso, queremos firmar uma parceria com prefeituras, universidades e Ministério Público, com foco na legitimação da posse da terra e na garantia de um direito estabelecido por lei”, explica o secretário Tadeu Martins Leite.

Durante o encontro haverá debates técnicos sobre o Programa Estadual de Regularização Fundiária Urbana. A Sedru apresentará a metodologia do diagnóstico fundiário do município de Rio Pardo de Minas, já finalizado. Em seguida, o professor da Unimontes, Manoel Reinaldo Leite, detalhará as principais técnicas de Levantamento Topográfico Cadastral.

A retomada da regularização fundiária é comemorada, pois já se passaram dois anos que o estado parou de emitir título de posse, desde a extinção do Instituto de Terras de Minas Gerais (Iter-MG).


2 comentários:

  1. Que bom Tadeu Leite. Agora, o Estado deveria mesmo é impor regras rígidas de uso e ocupação do solo, pois em muitos lugares por aí é uma verdadeira zona essa questão. É terra sem lei. Os políticos fazem o que querem, sem pensar no povo e no desenvolvimento da cidade. Invadem terras, loteiam, dão a quem eles querem, no outro dia tomam e dão pra outros e assim vai..... sem projetos, sem lei, pois nesses lugares, vereador é puxa-saco e mais nada!!!!

    ResponderExcluir
  2. Não esquece de convidar Cleison, Diego e Marcos.

    ResponderExcluir