Facebook

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Kinca destaca importância do acordo no Cisrun

Prefeitos das bases dos deputados Paulo Guedes (PT) à esquerda e Luiz Henrique (PSDB) à direita acabaram fechando acordo

EXCLUSIVO – Em contato com a reportagem, o prefeito de Salinas, Kinca Dias (PT), destacou que o acordo feito na disputa pela presidência do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (CISRUN) foi amplamente favorável à microrregião Alto Rio Pardo e ao Norte de Minas como um todo. “Resolvemos não estimular a disputa política de 2014 neste momento e o acordo foi bom para a entidade, que não sofrerá um racha entre os prefeitos das bases dos governos estadual e federal”, explicou Kinca.

Segundo o prefeito de Salinas, o acordo prevê um mandato de dois anos para Ricardo Veloso, de Bocaiúva, e automático apoio a ele na sucessão. “Na próxima eleição, terei o apoio de Ricardo”, informou Kinca.

A fusão das chapas resultou em alta representatividade do Alto Rio Pardo, que ficou com quatro dos cinco cargos da diretoria do Cisrun. “Conseguimos colocar os prefeitos da nossa chapa na diretoria, com isso, ganhamos força no Cisrun e agora participaremos diretamente de todas as decisões”, disse Kinca, lembrando também que a maioria do Conselho Fiscal foi formada por prefeitos de sua chapa. “O grande vitorioso na disputa do Cisrun foi o Alto Rio Pardo, que ficou com a maioria dos cargos”, destacou o salinense.

Estranhamente, nenhum prefeito da base política do deputado estadual Arlen Santiago (PTB) assumiu cargo da diretoria do Cisrun. Nos bastidores, correu que havia um acordo entre os deputados Arlen e Paulo Guedes para eleger os presidentes da Amams e Cisrun, mas o tal acordo só teria prevalecido na Amams, onde o prefeito Carlúcio Mendes, de Mirabela, da base de Arlen, ficou com a presidência.

Na foto abaixo, o prefeito Kinca apresenta os nomes dos prefeitos que compõem a nova diretoria do Cisrun:

Prefeitos fecham acordo na disputa do Cisrun



Depois de muitas articulações nos bastidores, os prefeitos Ricardo Veloso, de Bocaiúva, e Kinca Dias, de Salinas, acabaram fechando acordo para apresentação de chapa única na disputa da presidência do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (CISRUN).

Com o acordo, o prefeito de Bocaiúva ficará com a presidência do Cisrun e o prefeito de Salinas ficará com a chapa de vice.

A votação está acontecendo agora de manhã e assim que for encerrada a votação haverá a apuração e posse da nova diretoria.

Cisrun elege novo presidente hoje

O Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun) realiza nesta quinta-feira, 28/02, assembleia geral para eleição e posse do novo conselho diretor e fiscal. A eleição será realizada às 9h30, no auditório da Sociedade Rural (Parque de Exposições João Alencar Athayde),bairro Alto São João, em Montes Claros.

 

O Cisrun foi constituído em janeiro de 2010 e é responsável pela gestão do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no Norte de Minas, integrando 86 municípios da região.

 

Esta é a terceira eleição realizada pelo consórcio, que teve a primeira gestão de um ano (2010), presidida pelo prefeito de Brasília de Minas, Jair Oliva Junior, e a segunda, no biênio 2011-2012, presidida pelo então prefeito de Pirapora, Warmillon Fonseca Braga.

 

Durante a assembleia desta sexta-feira, será definida a nova mesa diretora, que é composta por prefeitos que serão eleitos para o conselho diretor e conselho fiscal.O processo será conduzido pelo atual presidente, Warmillon Braga, que dará posse à nova diretoria tão logo seja encerrada a votação, para a gestão do biênio 2013-2014.

 

O Cisrun foi o primeiro consórcio público desta natureza constituído no país, por iniciativa da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, e além de possibilitar mais agilidade nos procedimentos burocráticos e democratizar o gerenciamento do SAMU, viabiliza o repasse de recursos, já que tanto a União quanto o Estado restringiram seus investimentos para os consórcios públicos. 

 

O funcionamento do SAMU Macro Norte depende diretamente do Cisrun, que é responsável pelo gerenciamento dos recursos de custeio do serviço, cuja contribuição é de 30% da União, 60% do Estado, e 10% dos municípios, que contribuem com 0,13% per capita.

 

Também é competência do Cisrun dar suporte infraestrutural às 36 bases descentralizadas do SAMU e ao Complexo Regulador Macrorregional, em Montes Claros, onde funciona a central de regulação de urgência do SAMU.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Valmir Morais sobre eleição do Cisrun: “Vamos ganhar mais fácil do que a Amams”



O Jornal Folha Regional acabou de entrevistar o ex-presidente da Amams e articulador político do Governo de Minas na região Norte, Valmir Morais, que está apoiando o prefeito Ricardo Veloso, de Bocaiúva, na disputa da presidência do Cisrun. “Não teremos dificuldades, pois os prefeitos da base do governo no Norte de Minas estão fechados com a candidatura de Ricardo”, afirmou Valmir Morais.

O articulador informou também que a Secretária Particular do governador Antônio Anastasia, Valéria Cordeiro, está a caminho de Montes Claros para reforçar a campanha de Ricardo Veloso. “Não vai ter dor de cabeça e será mais fácil do que a disputa pela Amams”, garantiu Valmir, se referindo a vitória de Carlúcio Mendes, prefeito de Mirabela, para presidente da Amams, oportunidade em que a disputa foi com o prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz.

Quanto à possibilidade de um consenso de última hora, Valmir se manifestou totalmente favorável. “Sou a favor do consenso. Onde tem acordo tem avanço”, disse Valmir, informando que já houve uma conversa com intermediadores do deputado estadual Paulo Guedes (PT), que está sustentando a candidatura do prefeito Kinca Dias, de Salinas.

Folha Regional tentou falar com o deputado Paulo Guedes, mas o seu celular está desligado ou fora de área. No entanto, o seu assessor César afirmou que “não existe consenso e vai ter batida de chapa”. “Os novos prefeitos da região querem renovação, pois estão cansados das balelas do Governo de Minas”, disse.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Danilo não vai votar no vizinho Kinca


Prefeitos da base governista declaram apoio à Ricardo. Foto: Norticiando

Ontem à noite, dia 25, o prefeito de Taiobeiras, Danilo Mendes (PSDB) declarou apoio ao prefeito de Bocaiúva, Ricardo Veloso (PSDB) na disputa pela presidência do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (CISRUN), cuja votação será na próxima quinta, dia 28, no auditório da Sociedade Rural de Montes Claros.

O tucano Danilo faz parte da base governista e por isso não votará no prefeito da vizinha Salinas, Kinca Dias (PT), que também disputa a presidência pela chapa oposicionista. Na foto, outros prefeitos da base também declararam apoio ao tucano Ricardo. Os deputados Arlen Santiago (PTB), Gil Pereira (PP), Carlos Pimenta (PDT) e Ana Maria (PSDB) também confirmaram apoio ao prefeito de Bocaiúva.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Ministro nega liminar para Mônica

Exclusivo: Folha Regional levanta as primeiras informações sobre indeferimento da Ação Cautelar
Ministro Lewandowski acaba com as esperanças de Mônica


Agora a pouco, o ministro Ricardo Lewandowski negou deferimento na Ação Cautelar impetrada no Supremo Tribunal Federal (STF) pela prefeita eleita e cassada Mônica Mendes, de São João do Paraíso.

A reportagem do Jornal Folha Regional fez contato com o Assessor de Imprensa do STF, Fernando Teixeira, que confirmou a decisão do ministro, mas não detalhou o conteúdo porque ainda não foi formalmente publicada, o que deve acontecer até amanhã, dia 26.

Em linhas gerais, conforme o assessor Fernando, o ministro negou o pedido porque ficou entendido que não seria o caso de o STF alterar a decisão do TSE, especialmente por razões processuais, já que o Tribunal Eleitoral já havia julgado o mérito do processo. “O ministro entendeu que não havia fundamento nas alegações, pois o TSE já julgou o mérito e a decisão foi pertinente”, explicou o assessor.

Folha Regional também conversou com a advogada Maria Cláudia Bucchianeri Pinheiro, da coligação ‘Moraliza São João’. Ela informou que a Ação Cautelar de Mônica foi arquivada. “O ministro negou o seguimento da Ação e ainda pediu o arquivamento”, disse Dra. Maria Cláudia, que também não teve acesso à decisão. “Ainda não tenho o conteúdo da Ação porque foi agora a pouco e não foi publicada”, completou.

Entenda o caso – A prefeita eleita de São João do Paraíso nas últimas eleições, Mônica Cristine Mendes, ajuizou Ação Cautelar no Supremo Tribunal Federal (STF) objetivando suspender os efeitos da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que indeferiu seu registro de candidatura em 2012 pelo fato de ter sido casada com o ex-prefeito José de Sousa, que exerceu dois mandatos consecutivos no município. Ela pretendia que o STF determinasse a sua diplomação e posse.

Na ação, Mônica pediu que “se preserve a soberania popular até decisão dessa do Supremo” e lembra que a decisão do TSE não foi unânime. Ela argumenta que a separação de fato ocorreu no primeiro mandato de seu ex-cônjuge, que não tinha vida conjugal desde 2006 e deixou a residência em outubro de 2008. Outro argumento é o de que ela formou novo núcleo familiar e tem dois filhos com o atual marido. Por fim, alega que seu ex-marido não é prefeito desde o início de 2010, porque foi cassado. 

Mas, o ministro Ricardo Lewandowski não aceitou o pedido de liminar e manifestou pelo arquivamento do processo.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Recurso de Mônica está pronto para ser julgado no STF

Prefeita eleita em São João do Paraíso protocola recurso no STF objetivando tomar posse
A prefeita eleita de São João do Paraíso, Mônica Cristine Mendes, que obteve 55,45% dos votos válidos, ajuizou, no dia 19 de fevereiro, Ação Cautelar (AC) 3311 no Supremo Tribunal Federal (STF) na qual busca suspender os efeitos da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que indeferiu seu registro de candidatura em 2012 pelo fato de ter sido casada com o prefeito anterior José de Sousa Nelcy, que exerceu dois mandatos consecutivos no município. Ela pretende que o STF determine a sua imediata diplomação e posse no cargo de prefeita de São João do Paraíso.

O relator do caso, ministro Ricardo Lewandowski, poderá manifestar na Ação a qualquer momento e a expectativa é de que um parecer seja dado com 72 horas após o protocolo de uma petição feita pela advogada Maria Claúdia Bucchianeri, da coligação ‘Moraliza São João’. 

Na ação ajuizada no STF, Mônica Cristine informa que interpôs Recurso Extraordinário (RE) contra a decisão do TSE e ressaltou que a matéria em discussão nesses autos é de índole constitucional e tem repercussão geral reconhecida. Informa ainda que estão presentes os requisitos para a concessão da liminar tendo em vista que as eleições suplementares para o cargo de prefeito de São João do Paraíso estão marcadas para o próximo dia 7 de abril.

Salienta-se que a situação em tela é excepcionalíssima e não se deve estar apegado a formalismos e regras que dificultem o acautelamento da situação, uma vez que há receio de dano grave e irreparável, e mais, está em curso o mandato para o qual foi eleita soberanamente a requerente, acarretando, até mesmo de forma temporária, a exclusão do exercício do mandato de prefeita, sendo que a requerente tem de aguardar o julgamento do recurso perante essa Corte, enquanto o cargo está sendo exercido pelo presidente da Câmara”, argumenta.

Mônica Cristine pede que “se preserve a soberania popular até decisão dessa Corte” e lembra que a decisão do TSE não foi unânime. Ela argumenta que a separação de fato ocorreu no primeiro mandato de seu ex-cônjuge, que não tinha vida conjugal desde 2006 e deixou a residência em outubro de 2008. Outro argumento é o de que ela formou novo núcleo familiar e tem dois filhos com o atual marido. Por fim, alega que seu ex-marido não é prefeito desde o início de 2010, porque foi cassado.

O que diz a Lei – De acordo com a interpretação dada pelo TSE aos parágrafos 5º e 7º do artigo 14 da Constituição Federal, o cônjuge e os parentes até segundo grau dos chefes do Poder Executivo são elegíveis para o mesmo cargo ou período subsequente desde que os titulares dos mandatos sejam reelegíveis e tenham renunciado ao cargo ou falecido até seis meses antes do pleito. No caso de Mônica Cristine, o TSE considerou, por maioria de votos, que a candidata não preenchia as condições constitucionais para se candidatar e receber votos. Com isso, Mônica apelou para o Supremo, que pode ou não reverter a decisão do TSE.

A expectativa de Mônica é enorme, pois já existe caso acontecido na última eleição em que o Supremo reverteu decisão do TSE. Exemplo é o caso da Ação Cautelar ajuizada pela prefeita eleita do município de Pombal (PB), Yasnaia Pollyana Werton Dutra, em que o ministro Lewandowski concedeu a liminar devido a plausibilidade jurídica do pedido.

Tenho fé em Deus de que a Justiça será feita”, disse Mônica.

Ministro Ricardo Lewandowski é o relator do caso de Mônica

sábado, 23 de fevereiro de 2013

PM de Taiobeiras recupera carga roubada


TAIOBEIRAS – Na madruga do dia 21, o Serviço de Inteligência da Polícia Militar dessa cidade conseguiu recuperar uma valiosa carga roubada, avaliada em R$ 250 mil. Conforme o Tenente Fernando Dias toda a carga era de peças originais de veículos da marca Fiat e estava escondida na Fazenda Barra da Laje, divisa de Taiobeiras com Berizal.

Os proprietários da fazenda, um casal de idosos, explicaram que o sobrinho teria pedido para guardar a carga na residência, mas como não coube, eles levaram para uma casa abandonada na propriedade vizinha. Segundo informações da Polícia Militar, o material foi saqueado de um caminhão na BR-251, na última terça-feira, dia 19.

A carga foi removida para um espaço próximo a Delegacia de Polícia Civil de Taiobeiras, onde será instaurado inquérito para apurar a autoria.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Palestra sobre Bolsa Família

A assistente social Edvani Brilhante Martins proferiu uma interessante palestra na cidade de Curral de Dentro, quando abordou o tema "Bolsa Família e suas Condicionalidades". Na oportunidade, mais de 200 beneficiários do programa conheceram detalhes do benefício e tiraram uma série de dúvidas. Várias autoridades do município também participaram da palestra, que foi realizada no ginásio poliesportivo da cidade.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

PRB de São João articula candidatura de vice-prefeito



Hermelino Júnior é pré-candidato a vice-prefeito em São João

O Partido Republicano Brasileiro (PRB) de São João do Paraíso está pleiteando a chapa de vice-prefeito na eleição extemporânea do próximo dia 07 de abril. O partido projeta o nome do seu presidente Hermelino Pereira dos Santos Júnior, irmão do ex-vice-prefeito Toninho de Hermilino e do atual vereador César de Hermilino. “Todos os membros do partido e da minha numerosa família declararam apoio à minha possível candidatura. Agora, estamos conversando com as bases partidárias para chegarmos a um acordo”, disse Júnior.

Inicialmente a pretensão do PRB é compor chapa com o já candidato Amadeu Chagas (PMN), já que o PRB faz parte da base política da então prefeita eleita Mônica Mendes. “Nosso partido tem uma boa base e acredito que posso colaborar com o crescimento de São João do Paraíso”, disse o pré-candidato a vice-prefeito.

Doze cidades participaram do Congresso Técnico da Copa Folha Regional


Competição terá início no dia 23 de março

Na tarde dessa terça, dia 19, foi realizado o Congresso Técnico para a realização da 7ª edição da Copa Folha Regional. A reunião contou com a participação de 12 cidades da microrregião Alto Rio Pardo, representadas pelos seus respectivos secretários de Esportes, com exceção da cidade de São João do Paraíso, que foi representada pelo prefeito em exercício, Antônio Caroba, o popular Branquinho.

Para a competição de 2013, os secretários de Esportes decidiram que as seleções deverão convocar apenas atletas naturais de cada município ou eleitor que tenha votado na eleição municipal do último mês de outubro.

As seleções foram divididas em duas chaves com seis seleções cada. As equipes jogarão entre si em cada Chave e quatro serão classificadas para a fase de mata-mata.

Este ano, os secretários decidiram também que a bola oficial da Copa Folha Regional será a ‘Penalty Pro Brasil’, que deverá ser usada em todos os jogos. A sugestão do secretário Luiz Andrade, de Taiobeiras, foi acatada por unanimidade. “É uma decisão importante, pois nas outras Copas as cidades apresentavam bolas diferentes nos jogos e isso gerava dificuldades para os atletas”, argumentou Luiz.

Ficou decidido que a Copa será iniciada no dia 23 de março e a entrega das inscrições será no dia 14 de março.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Em protesto pelas ruas de São João, população pede Justiça

Manifestantes pede justiça em São João do Paraíso. Foto: Amilton Bandeira

Ontem à noite, dia 19, centenas de moradores da cidade de São João do Paraíso fizeram um pacífico protesto pelas principais ruas da cidade. Eles reclamaram da ação policial que culminou na morte do deficiente mental Horácio Marcos dos Santos, que foi baleado após confronto com a Polícia Militar. Todos os participantes fizeram o mesmo pedindo: Justiça.

Os manifestantes percorreram as ruas com cartazes e faixas, a maioria com a palavra "JUSTIÇA". Um veículo de uma funerária estava entre os manifestantes. O sentimento era de revolta e muita tristeza, pois a vítima Horácio Marcos era muito popular na cidade.

O corpo de Horácio, que estava em Montes Claros para perícia técnica, chegou à cidade e foi velado por uma multidão. O enterro ocorreu nessa manhã de quarta, dia 20.

Tenente da PM diz que Sargento agiu em legítima defesa



Morte do deficiente físico em São João do Paraíso gera revolta na população

Vítima Horácio Marcos estava com este facão em punho

O Tenente Fernando Dias, da Companhia Independente da Polícia Militar na microrregião Alto Rio Pardo, declarou que o Sargento Antunes, comandante da guarnição que atendeu a ocorrência envolvendo o jovem deficiente mental Horácio Marcos dos Santos, em São João do Paraíso, agiu em legítima defesa. “O Horácio partiu pra cima da viatura e começou a danificar a viatura. O Sargento comandante da guarnição tentou intervir, momento em que Horácio foi pra cima dele com o facão na mão e houve a necessidade do Sargento efetuar alguns disparos contra o Horácio, e que veio a atingi-lo no peito”, explicou o Tenente Fernando Dias, que foi encaminhado à São João do Paraíso para averiguar os fatos.

A família da vítima explicou que sempre chamava a Polícia Militar quando Horácio sofria surtos, mas na manhã dessa segunda, dia 18, os policiais depararam com Horácio com um facão em punho, fato que gerou a confusão e o Sargento efetuou os disparos, sob alegação de que não teria conseguido conter a vítima.

Os familiares de Horácio Marcos estão desesperados e revoltados. “Eu quero justiça. Quero justiça mesmo, porque precisa de justiça”, disse Neusa dos Santos, mãe de Horácio Marcos.

O Sargento Antunes está recolhido na Companhia de Taiobeiras. O corpo do jovem foi levado para perícia técnica em Montes Claros e será velado hoje em São João do Paraíso.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Corpo de Marcos será encaminhado para perícia em Montes Claros



Populares na portaria do Hospital em busca de informações
A população de São João do Paraíso está revoltada com o assassinato do jovem deficiente mental Horácio Marcos dos Santos, de 28 anos, que foi morto hoje de manhã após desavença com uma guarnição da Polícia Militar, comandada pelo Sargento Antunes. Conforme os relatos, a PM foi chamada para conter o jovem, que estava com crise nervosa e armado com um facão, momento em que atacou a viatura e os policiais e acabou sendo contido com tiros.

Neste momento o corpo do jovem, que ainda se encontra no Hospital, será encaminhado para perícia técnica em Montes Claros. A perícia da Polícia Civil está na cidade para fazer os levantamentos de praxe.

O comando da Polícia Militar de Taiobeiras encaminhou uma equipe para apurar os fatos ocorridos e já está colhendo depoimentos de testemunhas e familiares da vítima. 

Várias pessoas aglomeraram na porta do hospital em busca de informações após a ocorrência e o sentimento era de revolta, pois Marcos era muito popular na cidade, inclusive, tempos atrás, havia sido presenteado com uma farda da Polícia Militar e a usava constantemente. Usando a farda, ele fazia ronda pela cidade e até vigiava praças públicas. Familiares contam que o sonho de Marcos era ser policial.

Foto: Amilton Bandeira

Deficiente é morto em São João do Paraíso



Marcos tinha 28 anos
Em confronto com a PM, jovem é baleado depois de atacar viatura


Hoje de manhã (18/02), a Polícia Militar de São João do Paraíso foi acionada para conter os ânimos do jovem Horácio Marcos dos Santos, de 28 anos, que possui deficiência mental, residente à Rua Padre Luiz Félix, Centro de São João do Paraíso. O que era para ser uma ocorrência de conciliação acabou em tragédia.

Segundo a versão dos policiais, assim que a viatura chegou ao local, Marcos surgiu com um facão em punho e começou a atacar a viatura, causando danos ao veículo. O Sargento Antunes, comandante da guarnição, teria efetuado tiros intimidativos, mas, mesmo assim, o autor teria partindo em direção ao Sargento, que foi atingido pelo facão na mão esquerda, momento em que Marcos foi atingido pelos tiros.

A reportagem aguarda a versão oficial da Polícia Militar para saber quem foi o autor dos tiros e o real motivo da ação policial. A reportagem fez contato por telefone com Sargento Antunes, mas ele preferiu não se manifestar por telefone.

A informação inicial é de que Marcos teria morrido no local. O comandante regional da Polícia Militar, Major Paulo Veloso, já enviou equipe para São João do Paraíso para apurar os fatos e oferecer suporte à guarnição, que está sofrendo pressão popular.

Mais notícias a qualquer momento.
Policiais dizem que viatura foi danificada pelo autor

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Reviravolta em São João: Cidinho recuou e Amadeu será o candidato do PMN


Comerciante Amadeu é o candidato do PMN
     Em reunião realizada ontem à noite, o grupo político da prefeita eleita e cassada Mônica Mendes (PMN) decidiu que o candidato da legenda será o comerciante Amadeu Chagas. Antes, o nome cogitado era de José Aparecido, o popular Cidinho, mas não emplacou na opinião pública e o grupo decidiu rever a decisão. “A maioria decidiu trocar o nome e eu aceitei de forma democrática”, disse Cidinho, que é um dos principais organizadores do PMN, inclusive da parte documental.

Amadeu conta com o importante apoio do ex-prefeito José de Sousa (PR), que inclusive já o acompanhou em visita a feira livre hoje de manhã. Resta saber agora quem será o candidato a vice-prefeito, que será escolhido em convenção, a ser realizada, provavelmente, no próximo dia 06 de março, último dia para convenções das eleições extemporâneas.

No início do mês de janeiro, quando o Jornal Folha Regional publicou a lista dos pré-candidatos em São João do Paraíso, Amadeu declarou que não era candidato e o seu nome apareceu na lista porque existem pessoas que acreditam no seu potencial.Realmente eu não tinha a pretensão de ser candidato, mas não podia fugir do desafio de colaborar com meu município, que está precisando e muito de novos projetos políticos e econômicos”, disse o pré-candidato do PMN, garantindo que vai se dedicar para resgatar a auto-estima do povo. “Foi uma escolha democrática junto a todas as lideranças do grupo”, completou o novo candidato, dizendo ainda que foi convidado e aceitou o desafio.

Segundo Amadeu, os apoios do ex-prefeito Sousa e da prefeita eleita Mônica, assim como de todas as lideranças do grupo, são bases importantes para alavancar sua candidatura. “É com união de esforços e de ideias que vamos enfrentar os problemas do município”, disse. 

Ainda conforme Amadeu, a escolha do candidato a vice-prefeito da chapa também será feita de forma democrática. “Vamos reunir todas as lideranças do grupo e escolher o melhor nome para compor a chapa, sempre de forma democrática e transparente”, informou.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Kinca vai enfrentar o candidato do Governo no Cisrun



O prefeito de Salinas, Kinca Dias (PT) está firme e forte na disputa pela presidência do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (CISRUN). Ele vai disputar a eleição com o prefeito de Bocaiúva, Ricardo Veloso (PSDB), reproduzindo no Norte de Minas o duelo nacional entre PT x PSDB.

A proposta de Kinca é distribuir os investimentos do setor de Saúde no Norte de Minas, que, segundo ele, ficam concentrados apenas em poucas cidades da região. “Todos sabemos da importância do SAMU para região e nossa intenção é melhorar o atendimento com mais profissionais nos pequenos municípios, pois atualmente existem cidades sem nenhum médico”, disse o prefeito salinense.

Kinca critica a possibilidade de continuidade no comando do Cisrun, pois o concorrente Ricardo Veloso é o atual vice-presidente do consórcio. “Não é interessante para o Norte de Minas continuar do jeito que estar, precisamos de avanços e novos investimentos, especialmente nas cidades menores”, disse. 

A eleição será no próximo dia 28 e, conforme informações de bastidores, o prefeito de Bocaiúva terá o apoio do Governo de Minas, pois o Cisrun, que agrega 86 prefeitos, é uma importante ferramenta da Secretaria de Estado de Saúde. Por outro lado, existe também a possibilidade de apoio do Governo Federal para Kinca, que vem ensaiando para se tornar “estrela” do PT na região. “Não estou preocupado com outros interesses políticos, quero apenas colaborar pela melhoria da Saúde na nossa região, que sempre foi muito esquecida”, disse Kinca, que espera o apoio da maioria dos prefeitos, especialmente da microrregião Alto Rio Pardo, que sofre com a escassez de recursos no setor de Saúde. “Nossa região sempre ficou em 2º plano e agora temos a oportunidade de melhorar e conseguir novos investimentos”, destacou o salinense.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Congresso Técnico da Copa Folha Regional 2013 será dia 19

Seleção de Salinas é a atual campeã da Copa Folha Regional

No próximo dia 19, às 14 horas, a direção do Jornal Folha Regional realizará o Congresso Técnico da 7ª Copa Folha Regional, competição que reúne as principais seleções municipais de futebol de campo da microrregião Alto Rio Pardo. O Congresso será realizado no prédio da Associação Comercial de Taiobeiras (ACIT), localizado à Rua Bom Jardim, nº 221, Centro.

Na oportunidade, os Secretários Municipais de Esportes das cidades participantes deverão aprovar a realização do evento, consequentemente o Regulamento, Código Disciplinar e Critério de Disputa da competição regional.

Uma das boas novidades da competição em 2013 é a inauguração do Estádio Municipal de Vargem Grande do Rio Pardo, que antes mandava seus jogos em estádios de cidades vizinhas.

Outra boa notícia para o futebol regional é a inauguração do segundo estádio em Águas Vermelhas, que antes mandava seus jogos no pacato estádio do Globo. Agora, a cidade passa a contar com um estádio mais moderno e seguro.

Antes da Copa Folha Regional, a região Alto Rio Pardo contava com apenas seis estádios de futebol nas cidades de Taiobeiras, Salinas, Rio Pardo de Minas, São João do Paraíso, Ninheira e Águas Vermelhas. Agora, sete anos depois, a região já conta com cinco novos estádios: Divisa Alegre, Berizal, Santa Cruz de Salinas, Santo Antônio do Retiro e Vargem Grande do Rio Pardo.

A 7ª edição da Copa Folha Regional tem como finalidade comemorar os 11 anos de circulação do Jornal Folha Regional no Alto Rio Pardo e ao mesmo tempo manter as tradições do futebol na nossa região.

Seleções campeãs da Copa Folha Regional:

2007: Rio Pardo de Minas
2008: Taiobeiras
2009: Divisa Alegre
2010: Santo Antônio do Retiro
2011: Divisa Alegre
2012: Salinas

Folião de Montezuma morre em acidente ao retornar de Retiro


Na madrugada dessa segunda, 11, a Polícia Militar de Santo Antônio do Retiro foi acionada para atender ocorrência de acidente de trânsito envolvendo duas vítimas, que ficaram gravemente feridas. Ao chegar ao local do acidente, os militares depararam com o veículo Saveiro, placa HMO-8688 capotado e as duas vítimas, um homem e uma garota, sendo socorridos por pessoas que testemunharam o fato.

Quando o SAMU chegou ao local, o condutor do veículo Márcio Pereira David, já havia morrido. Ele vinha do carnaval da cidade de Santo Antônio do Retiro e seguia para Montezuma, onde residia.

Conforme o policial Rogério Sobrinho, as testemunhas relataram que o veículo fazia uma curva fechada, quando Márcio perdeu o controle do veículo,  bateu num barranco na beira da estrada e capotou.

A passageira Weni Souza Duarte foi atendida e encaminhada ao Centro de Saúde de Santo Antônio do Retiro, onde  foi atendida  pelo médico Wagner Neves. Logo após, ela foi encaminhada para o hospital municipal de Monte Azul reclamando de dores na coluna e no tórax, além de escoriações.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Ministro promete 'desenterrar' a Barragem de Berizal



No dia 07, durante o lançamento do Projeto Jequitaí, na cidade de Pirapora, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, anunciou liberação de recursos para combater a seca em Minas Gerais e afirmou que está fazendo esforços para que a Barragem de Berizal volte a ser incluída no PAC, para que a obra possa ser retomada.

A construção da Barragem de Berizal foi iniciada há 14 anos pelo Governo Federal, mas está parada há cinco por falta de licenciamento ambiental e pendências no Tribunal de Contas da União (TCU).

O ministro Bezerra reconheceu a importância da obra, lembrando que existe uma grande mobilização de lideranças para a sua execução. “Praticamente toda a bancada de deputados federais de Minas já me cobrou a sua construção”, declarou o ministro, resgatando uma nova esperança em torno da obra.

Capitão Giovane será o novo comandante da PM na região

Primeira-mão: o Capitão Giovane Rodrigues de Oliveira será o novo comandante da Companhia Independente de Taiobeiras. Ele substituirá o recém-promovido Major Paulo Veloso. A sua nomeação ainda não foi publicada, mas a solenidade de posse está marcada para o próximo dia 19.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Prefeito de Bocaiúva terá o apoio do Governo para presidente do Cisrun


O prefeito de Bocaiúva, Ricardo Veloso (PSDB), será candidato à presidência do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (CISRUN) e, conforme informações de bastidores, terá o forte apoio do governador Antônio Anastasia, inclusive com articulação junto aos prefeitos que compõem a base governista no Norte de Minas.

Inicialmente o prefeito de Rio Pardo de Minas, Jovelino Pinheiro, tinha intenção de conquistar o apoio do governo para lançar a candidatura, mas os prefeitos aliados ao Governo de Minas chegaram a um consenso com o nome de Ricardo Veloso.

O prefeito de Salinas, Joaquim Neres, popular Kinca (PT) também pretende concorrer ao cargo, para isso, conta com o apoio do deputado estadual Paulo Guedes (PT), que teria um acordo com o deputado estadual Arlen Santiago (PTB), já que eles se uniram para eleger o prefeito de Mirabela, Carlúcio Mendes, na presidência da AMAMS.

O Cisrun agrega 86 prefeitos do Norte de Minas e é a principal ferramenta da Secretaria de Saúde do Estado na região. A eleição está marcada para o dia 28 de fevereiro.

Além do controle do importante Consórcio, está em jogo ainda a ocupação de espaços visando as eleições de governador e presidente em 2014, que provavelmente será polarizada entre PT e PSDB.

A guerra só está começando!!

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Senador quer restauração da BR-251 em 2013



Rodovia é o principal corredor viário de ligação entre as cidades mais importantes da região Norte de Minas

O senador Clésio Andrade (PR) começou o ano lembrando o Ministro dos Transportes, Paulo Passos, da reivindicação de restauração da rodovia BR-251, principalmente no trecho entre Montes Claros e a BR-116, e da duplicação entre os km 504,5 e 526 (Montes Claros/Janaúba).

Com essa obra, vamos conseguir reduzir tempo de transporte de mercadorias, reduzir custos e garantir mais segurança para os trabalhadores que utilizam essa rodovia, que é o principal corredor viário de ligação entre as cidades mais importantes da região Norte de Minas”, disse o senador Clésio Andrade

A restauração da rodovia BR-251 é uma das principais reivindicações do “Fortalecimento de Minas”, documento organizado para elencar as principais demandas regionais do estado visando a recuperação da infraestrutura de transportes e de investimentos do Governo Federal.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Piloto Brayan se classifica na Copa América de Bicicross


Copa América de Bicicross reúne os melhores pilotos da América Latina
Agora à tarde, o jovem piloto taiobeirense, Brayan Ferraz, 16 anos, conseguiu se classificar para as Oitavas de Finais, na Categoria Profissional, da Copa América de Bicicross, que está sendo disputada em Paulínia/SP. A competição conta com os melhores pilotos do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Equador e Nova Zelândia.

As Oitavas de Finais serão disputadas amanhã, dia 06, a partir das 09 horas, com transmissão ao vivo pelo canal Sportv e no domingo, no Esporte Espetacular, terá reportagem completa sobre o evento.

Brayan Ferraz, filho de Reuthman Ferraz e Sandra Pereira, está disputando a Copa América com os patrocínios da Prefeitura de Taiobeiras, Auto Escola Truck Pilot, Posto Patativa, Auto Vale Motos, Léo do Gás, Construcenter e Auto Peças Ademar.

Mineradora quer ouro, mas não quer compromissos com a região


Nesta terça-feira, em Montes Claros, a mineradora canadense Carpathian Gold tentará se livrar de alguns investimentos compensatórios nos municípios de Porteirinha e Riacho dos Machados, conforme estabelecido na concessão da Licença Prévia (LP) de seu empreendimento – Mineração Riacho dos Machados Ltda – de exploração de ouro na região. 

É o que mostra o ponto 5 da pauta da 92ª Reunião Ordinária da Unidade Regional Colegiada do Conselho Estadual de Política Ambiental no Norte de Minas (URC-Copam-NM), que acontecerá na tarde deste 05/02/2013, no auditório do Centro de Ciências Humanas da Unimontes, em Montes Claros. 

No final de 2012, quando muitos órgãos e representantes do Copam já estavam entrando em recesso, a Carpathian Gold, sem qualquer comunicação pública, solicitou à URC-Copam-Norte de Minas que desincumba a empresa de várias condicionantes e flexibize outras tantas que o próprio Copam definiu para assegurar a “viabilidade ambiental” do empreendimento proposto pela empresa. Como o Ministério Público, como um dos conselheiros pediu vistas ao processo, coube o julgamento para hoje, terça-feira (05). 

As condicionantes são procedimentos que o empreendedor deverá assumir para diminuir (mitigar) ou compensar os impactos causados pela atividade submetida à licença ambiental. No caso da Mineração Riacho dos Machados, o empreendimento é classificado como de classe 6, nível máximo de potencial poluidor. Os impactos sociais serão também muito altos, pela interferência em cidades pequenas que receberão grande número de trabalhadores vindos dos mais diversos lugares, e pelos riscos que a mineração de ouro implicará para outras atividades típicas da região, como a agricultura familiar, a fruticultura e o turismo praticado na represa Bico da Pedra.

Carpathian – nenhuma responsabilidade com proteção de plantas raras, e compromissos sociais na região

Entre outras intenções, a Carpathian Gold quer se livrar da obrigação de fazer barraginhas para compensar os danos hídricos que acarretará à região, como também propõe eliminar sua obrigação quanto à identificação de espécies vegetais raras que devem ser protegidas nesta região do Norte de Minas. Aproveitando a troca de prefeitos nos municípios da região, a Carpathian quer desobrigar-se, não somente quanto de compromissos ambientais, como também com os sociais, a exemplo de investimentos em construção de quadras esportivas para atividades sociais com os jovens e em equipamentos e serviços de saúde, cujo aumento da demanda já é significativo com a chegada do novo empreendimento. Segundo informações locais, depois da implantação da mineradora o fluxo de atendimento no hospital de Porteirinha aumentou significativamente.

Grande parte das condicionantes já estão com grandes atrasos no cumprimento dos prazos. Apesar de nunca ter visitado criteriosamente o local, para vistoriar ou avaliar a situação, a Superintendência Regional de Meio Ambiente do Norte de Minas (Supram-NM) tem sempre concedido pareceres favoráveis às pretensões da mineradora, utilizando com parcialidade as normas jurídicas e tentando desqualificar a razão de ser e as prerrogativas dos colegiados ambientais.

Pior do que isso, em setembro de 2011 (conferir nota em anexo), o secretário de Meio Ambiente do Estado, Adriano Magalhães, deu uma outorga ad-referendum, isto é, sem consultar a URC-COPAM, aprovando a instalação da barragem de rejeitos da Carpathian Gold, poucos quilômetros a montante da represa Bico da Pedra, que além de abastecer a cidade de Janaúba e comunidades locais, é responsável pela irrigação do projeto Gorutuba e uma referência turística regional.

Processamento de Cianeto, Arsênio e outros venenos

A barragem de rejeitos da Carpathian está projetada sobre a bacia do ribeirão Curral Novo, afluente do rio Gorutuba, um dos principais patrimônios naturais desta área. Além do acúmulo de metais pesados, altamente tóxicos (como o arsênio), as barragens de mineração de ouro recebem enorme volume de cianeto utilizado para a separação de ouro do solo removido.

Para se ter uma ideia, a Mineração Riacho dos Machados Ltda estima uma extração de 2,55 milhões de toneladas de rocha por ano, ou seja, 6.900 toneladas/dia de rocha. Este volume é normalmente processado com cianeto de sódio. Para cada tonelada de rocha processada são empregados cerca de 150 gramas de cianeto, misturados em 700 litros de água. Essa é a quantidade necessária para a obtenção de um grama de ouro. Ou seja, em Riacho dos Machados seriam pouco mais do que uma tonelada/dia de cianeto. Entre 0,2 e 0,3 gramas de cianeto de sódio (o equivalente a 5 a 10 grãos de arroz) são suficientes para matar uma pessoa. Portanto, entre três a cinco pessoas podem ser letalmente envenenadas por um grama de cianeto; um quilo de cianeto pode matar de três a cinco mil pessoas, e uma tonelada, três a cinco milhões. Como já dito, esse veneno é diluído em grande quantidade de água, e portanto não tem o mesmo efeito de seu consumo em estado sólido. Mas imagine tal barragem recebendo estes e outros rejeitos também altamente tóxicos, poucos quilômetros acima de um manancial de abastecimento e recreação pública, e de um grande projeto de produção de frutas para o Brasil e o mundo.

Parte significativa da sociedade da região não sabe o que está de fato acontecendo e muitos dos que se informam, manifestam-se indignados. Afinal, o contraponto do ouro a ser produzido é uma usina altamente tóxica instalada acima da principal fonte de água da região. Acidentes com rompimento e extravasão de barragens de rejeitos têm ocorrido com certa frequência em Minas Gerais, e não podem ser subestimados pelas autoridades que são habitualmente negligentes e tendenciosas no licenciamento e incompetentes e omissas na fiscalização ambiental.

Na década de 1970, a então Companhia Vale do Rio Doce explorou a mina, mas, passados os anos, ficaram os buracos. Riacho dos Machados, sede do empreendimento, depois de tanto tempo de mineração, não tem nenhum hospital e pouca infraestrutura. A expectativa de muitos era de que esse empreendimento viesse contribuir com o município para o tão sonhado “desenvolvimento”, mas as tentativas da empresa de ver-se livre de responsabilidades e os riscos implicados em tal projeto começam a despertar o povo do lugar. Ninguém quer ser premiado com um pesadelo.

Governo de Minas facilita licença para mineradora canadense

O Secretário de Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais, Adriano Magalhães Chaves, concedeu ad referendum, noticiada no dia 21 de setembro, Licença de Instalação à empresa Canadense Carpathian Gold, para exploração de ouro, no município de Riacho dos Machados, na Bacia do Rio Gorutuba, Norte de Minas Gerais. Ao mesmo empreendimento, no mês de agosto, o secretário concedeu outorga, também ad referendum, para a construção de uma barragem de rejeito da mineradora próxima à barragem do Bico da Pedra, que abastece a cidade de Janaúba e toda a região, inclusive o Perímetro Irrigado do Gorutuba.

No dia 13 de setembro, a reunião da Unidade Regional Colegiada Norte de Minas -RCNM, para análise do pedido de licença de instalação, foi cancelada em função da greve dos técnicos do Sistema Estadual de Meio Ambiente – SISEMA, que assessoram tecnicamente os conselheiros. O conselheiro Ézio Darioli, representante da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais -FIEMG, foi o primeiro a solicitar a retirada da pauta o licenciamento da mineradora, argumentando que a empresa não se sentia confortável em ter seu licenciamento avaliado com essa deficiência. Na semana seguinte o secretário assinou a licença via ad referendum.

Existem vários questionamentos sobre o empreendimento, que pode colocar em risco a saúde e a vida das pessoas e causar graves danos ao meio ambiente. Das 26 condicionantes apenas 12 foram integralmente cumpridas e outras quatro são convênios com outros órgãos.

A opção do governo por licenciamento ad referendum é uma opção autoritária, que viola o princípio da precaução, da democracia, do direito à informação e participação das comunidade locais, movimentos sociais e ambientalistas. E ainda, retira o poder de decisão dos conselheiros e enfraquece a estrutura estadual de licenciamento ambiental.

Maior precaução ainda devia ter o governo diante do recente e amplamente divulgado esquema de grilagem de terras públicas no Norte de Minas, investigado pela Polícia Federal e o Ministério Público, que envolve o diretor geral do Instituto de Terras – ITER MG e outros funcionários, como também prefeitos, laranjas e a empresa mineradora Vale.

O que o governo quer com essa pressa para aprovação de licenças? Por que aprovar sem mesmo ter claro os problemas que o projeto pode gerar? O secretário vai responsabilizar-se pelos danos ambientais e sociais, se a barragem de rejeitos contaminar o reservatório do Bico da Pedra? É assim que doravante vão proceder as autoridades em Minas e no Brasil, a facilitar tudo para os grandes empreendimentos de exploração e exportação de nossas riquezas, sem as necessárias salvaguardas?
Ao trocar a presidência do Instituto de Desenvolvimento Integrado/MG (INDI) pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD) o senhor Chaves quer advogar pelos compromissos que o INDI ajudou a firmar com a mineradora Carpathian, a despeito das implicações ambientais que, no novo cargo, deveria defender.

Denunciamos a forma como o Governo de Minas libera licenças ambientais e outorgas e assina protocolos de intenções com as mineradoras que atuam na região. Exigimos que os órgãos responsáveis investiguem as denúncias. Já em 23 de setembro de 2011 várias entidades sociais mineiras haviam encaminhado junto ao Ministério Público Estadual uma representação contra a Mineração Riacho dos Machados Ltda – Carpathiam Gold.

Além dos interesses econômicos, deve ser observado rigorosamente o direito constitucional ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. Cabe a todos nós o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. A licença concedida sem observar o cumprimento de condicionantes estabelecidas impõe riscos de dano ambiental e social e são nulas por violação ao art. 225 da Constituição e leis infra-constitucionais. Por isso exigimos a anulação da licença de instalação concedida ao empreendimento.

Montes Claros, 05 de outubro 2011.

Movimentos dos Atingidos por Barragens - MAB
Movimento pelas Serras e Águas de Minas - MovSAM
Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas – CAA NM
Movimentos dos Pequenos Agricultores – MPA
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST
Comissão Pastoral da Terra - CPT