Facebook

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Conflito entre fazendeiro e MST continua em Rio Pardo

RIO PARDO DE MINAS – A tensão entre fazendeiros deste município e integrantes do Movimento dos Sem Terra é cada vez mais grave. No dia 23 de setembro, a Polícia Civil de Rio Pardo de Minas flagrou integrantes do MST ocupantes da Fazenda Muniz, zona rural do município, realizando desmatamento irregular na área invadida, momento em que a delegada Camila Pacheco realizou a prisão dos envolvidos.

No entanto, os proprietários da fazenda reclamam que, ao final do mesmo dia, a Polícia Civil liberou os envolvidos, sob alegação de que não possui peritos para constatar o referido crime. Ainda conforme os proprietários da fazenda, a própria Polícia Militar transportou, gratuitamente, os invasores de volta à propriedade invadida. “A atitude da PM revoltou, ainda mais, os proprietários da fazenda”, disse o advogado Paulo Henrique.

Os proprietários da Fazenda também reclamam do tratamento diferenciado dado aos Sem Terra por parte da Justiça, inclusive, eles informam que estão aguardando, há mais de um mês, que a Polícia Militar cumpra decisão judicial de reintegração de posse.

Dr. Paulo Henrique informou a reportagem que os invasores são investigados também por terem furtado e vendido diversos bens da Fazenda Capão Muniz, além de terem incendiado ponte na estrada que dá acesso a Nova Aurora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário