Facebook

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Sebrae e produtores lançam marca “Região de Salinas”

Lançamento será nessa quinta (28/07) no Museu da Cachaça e visa criar uma identidade própria para mais de 100 produtores que fabricam 15 milhões de litros de cachaça por ano
Criação da marca visa identificar as cachaças produzidas no entorno de Salinas
Na noite dessa quinta, 28 de julho, o Sebrae Minas, em parceria com a Associação dos Produtores Artesanais de Cachaça de Salinas (Apacs), promove no Museu da Cachaça de Salinas o lançamento da marca “Região de Salinas”, que já possui registro no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) como Indicação Geográfica (IG), na modalidade Indicação de Procedência (IP), que garante sua origem.

De acordo com a Apacs, a região abriga cerca de 100 produtores distribuídos por seis municípios – Fruta de Leite, Novorizonte, Rubelita, Salinas, Santa Cruz de Salinas e Taiobeiras. A produção total, inteiramente artesanal, chega a 15 milhões de litros por ano, comercializada sob mais de 50 marcas. Os atributos naturais da região são determinantes para as características do produto e contribuem para definir o terroir, a exemplo de outras bebidas ao redor do mundo. Estes são, aliás, alguns dos requisitos exigidos pelo INPI para a conquista da marca Região de Salinas.

O lançamento da marca é parte integrante do trabalho que é desenvolvido pelo Sebrae Minas junto aos produtores de cachaça da região. “Através da organização de um grupo de produtores de cachaça, e trabalhando sua identidade com foco em novos mercados e melhor posicionamento, nosso objetivo é fortalecer sua marca e origem junto aos diversos compradores e consumidores”, ressalta o analista do Sebrae Minas, Ricardo Boscaro. Os produtores foram orientados sobre a importância do trabalho em grupo, o fortalecimento do associativismo, a revisão do regulamento de uso da Indicação de Procedência e a análise do mercado.

A importância da marca – Edson Souza Martins produz a cachaça ‘Encantos da Marquesa’ há nove anos na região. Ele acredita que a criação da marca Região de Salinas é fundamental para alavancar ainda mais a produção da bebida. “Temos uma cachaça de alta qualidade e essa identificação regional que está sendo criada vai ajudar a valorizar nosso produto, dar maior visibilidade no circuito turístico e contribuir para a diminuição da informalidade, que prejudica quem trabalha dentro da lei e paga os impostos” diz.

Dono da marca “Tabua”, na divisa de Salinas com Taiobeiras, Lucas Mendes destaca que a criação da marca Região de Salinas é importante tanto para os produtores como para os consumidores. “Com essa marca vamos criar uma identificação geográfica com o público, que terá a confiança de que, ao adquirir uma cachaça aqui da região, vai consumir um produto com todas as características e qualidades da autêntica cachaça de Salinas. Vamos criar um feedback com o nosso consumidor” argumenta Lucas, que também vende a bebida para a Alemanha.

terça-feira, 26 de julho de 2016

PM de Salinas flagra dois meliantes na BR-251

Autores foram flagrados após denúncia anônima
Na noite de segunda (25/07) policiais militares receberam denúncia de que dois meliantes estariam tentando cometer assaltos na BR-251, próximo ao bairro Industrial. Conforme o denunciante, os autores estariam aproveitando os redutores de velocidade para abordar os veículos.

Com a denúncia, os militares montaram campana nas imediações, até que conseguiram flagrar os meliantes saindo de um matagal. No entanto, eles não obedeceram a ordem de parada e correram, mas foram perseguidos e abordados.

Conforme os militares, os autores são Carlos Nunes, de 26 anos e Wesley de Souza, 18 anos, que possuem diversas passagens por furtos e roubos. Após a abordagem, os militares encontraram uma moto Honda Biz, cor verde, placa HCB-3659, que constava queixa de furto.
Moto Biz com queixa de furto foi encontrada com autores

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Moto furtada em Salinas é encontrada em Curral de Dentro

Moto foi roubada dentro de uma residência em Salinas
A Polícia Militar de Curral de Dentro foi chamada até à Avenida Pedra Azul, onde um morador relatou que ao retornar para a sua residência percebeu que havia dois indivíduos tentando algum furto. Ao perceber a chegada dos militares, os autores evadiram pelos fundos, sendo iniciada a perseguição.

Momentos depois, em um matagal próximo à lagoa que margeia a cidade, os policiais depararam com uma motocicleta Honda Titan 160, placa PWX-1003, cor vermelha, além de dois capacetes.

Ao consultar o sistema de segurança, os policiais descobriram que a moto havia sido furtada no último dia 17 na residência da vítima Manoel Messias Avelino de Souza. Na ocasião, os bandidos pularam o muro e abriram o portão com a chave reserva, que estava no interior da residência.

domingo, 24 de julho de 2016

Operação da PM apreende várias motos

Veículos apreendidos durante a operação
Neste fim de semana, policiais militares de três cidades da região (Taiobeiras, São João do Paraíso e Ninheira) desencadearam uma grande operação para conter o avanço de crimes violentos na cidade e zona rural de São João do Paraíso. Conforme a Tenente Juliana, comandante da operação, a intenção foi "desenvolver ações de policiamento ostensivo no município". "Atuamos preventivamente e repressivamente no intuito de conter o aumento da criminalidade violenta, principalmente os crimes de homicídio e roubos", explicou.

Ao final da operação, os militares conseguiram apreender um jovem portando droga e apreender sete motocicletas devido variadas infrações de trânsito.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

PM recupera moto roubada na Passarela da Alegria

Moto foi abandonado às margens do rio Salinas
Na noite de quinta (21/07) a vítima Thiago Gabriel passava com sua motocicleta Honda Tornado pela Passarela da Alegria, região central de Salinas, quando foi abordado por dois indivíduos usando toucas ninja e de revólveres em punho, que anunciaram o assalto.

Depois da vítima rendida, os meliantes levaram a moto, cor preta, placa HBB-8056. Imediatamente, Thiago Gabriel chamou a Polícia Militar, que conseguiu identificar um dos meliantes pelas características físicas, sendo iniciado o rastreamento.

Momentos depois, a Guarnição deparou com os indivíduos com a moto no bairro Vila Canaã, ocasião em que os autores evadiram em alta velocidade pelas ruas da cidade, até que na BR-251 os bandidos conseguiram escapar. Mas, graças à denúncia anônima, os militares encontraram a moto abandonada às margens do rio Salinas, sendo recuperada e encaminhada ao pátio do Detran.

O autor identificado tem 17 anos, mas ele não foi localizado.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Homem agride esposa e incendeia casa

Fogo destruiu todos os cômodos
Desde quinta-feira (14/07) que a polícia de Curral de Dentro está à procura de um homem identificado por Ricardo Oliveira Silva, acusado de ameaçar e agredir a esposa, com quem tem um filho.

Antes de fugir, o homem, cuja profissão é mecânico, ainda ateou fogo na residência, que ficou totalmente destruída. E para piorar a situação, a mulher continua recebendo ameaças. O motivo da violência seria ciúmes. Conforme testemunhas, o autor Ricardo teria fugido em um veículo Gol, cor prata, com placa de Salinas.

Qualquer informação, ligue 181 ou 190.

Residência ficou totalmente destruída

PM e Civil recaptura foragido de Taiobeiras

Policiais militares e civis apresentam o foragido (ao centro da foto)
Através de operação conjunta entre as policias Militar e Civil, um dos foragidos da Cadeia Pública de Taiobeiras no último dia 19 de junho foi recapturado na tarde dessa terça (19/07). A operação foi montada depois do recebimento de um telefonema anônimo dando conta de que o foragido estaria escondido em uma residência do bairro Planalto.

A recaptura foi efetuada pelos detetives Fernando e Hualisson e pelos militares Cabo Diego e Soldado Adriano. Depois dos levantamentos necessários, os policiais cercaram a residência denunciada, localizada na Rua Tomé de Souza, e prenderam o foragido Wanderson Ferreira dos Santos, de 22 anos.

Conforme os agentes que participaram da operação, o foragido não reagiu à prisão. Na sua ficha policial constam passagens por roubo, sequestro, cárcere privado, lesão corporal, ameaça e furto. Ele também responde pelo homicídio do fazendeiro Gilmar Ferreira Santana, de 31 anos, em novembro de 2014 no povoado de Mirandópolis, zona rural de Taiobeiras, quando confessou ter matado, esquartejado e queimado o corpo. Na época, ele alegou em depoimento que a vítima teria “mexido” com sua namorada, uma adolescente de 16 anos, durante uma festa.

Escola de Salinas luta pela 2ª réplica da Tocha Olímpica

Escola Prediliano Santana  foi uma das dez premiadas no 1º “Desafio Transforma” e agora trabalha para conquistar a 2ª réplica
Bandeira criada pela escola para participar do "Desafio Transforma"
Dez escolas brasileiras, das redes pública e privada, têm sua própria tocha Olímpica. Elas são as vencedoras de um revezamento virtual organizado pelo programa de Educação do Comitê Rio 2016, batizado de “Transforma”, que distribui a cada escola vencedora uma réplica do símbolo máximo dos Jogos Rio 2016.

A Escola Estadual Doutor Osvaldo Prediliano Santana, de Salinas, ficou em 4º lugar na disputa com educandários de todo o Brasil. Os salinenses conseguiram 3051 compartilhamentos no Facebook e ganharam uma réplica da Tocha Olímpica. Para isso, os alunos da escola se envolveram no projeto e capricharam na divulgação.

Agora, os alunos e funcionários da escola estão em um novo desafio do Transforma, o “Trégua Olímpica – Eu Construo a Paz”. Sob a orientação da direção da escola e dos professores, os alunos criaram uma bandeira e uma mensagem de paz para um “bandeiraço virtual”, que incentivam as pessoas a votarem no trabalho da escola. Até à tarde dessa terça, a Escola Prediliano Santana estava 7.327 votos.

Neste novo desafio, as dez escolas mais votadas do Brasil ganharão uma nova réplica da tocha. “Caso sejamos vencedores neste nosso desafio, pretendemos doar a réplica para uma das escolas parceiras na região que estão nos ajudando na votação”, explicou Cristiane Fernandes, diretora da escola.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Após caçada de 24 horas, PM prende assaltantes

Joias levadas pelos assaltantes não foram recuperadas
Em São João do Paraíso, os bandidos não têm moleza. Mesmo sem estrutura suficiente para um município enorme, a Polícia não alivia e vem lavrando importantes ocorrências, que ganham destaque em toda a região.

Exemplo foi o assalto à mão armada registrado na manhã do dia 12 na joalheria Rebeca Joias, localizada no Centro da cidade, quando dois motoqueiros invadiram o estabelecimento e levaram valiosas peças, dentre elas 50 correntes, 15 pulseiras, 12 alianças de ouro e 50 relógios, além dinheiro, documentos e cartões de bancos. Foi a 5ª vez que a joalheria foi assaltada.

Assim que foi acionada, a Guarnição iniciou a caçada aos meliantes. Foram quase 24 horas de levantamentos e rastreamentos, até que os dois assaltantes e mulher comparsa foram localizados e presos em uma residência do bairro São Joãozinho. A PM não divulgou os nomes dos autores. Os rapazes têm 21 e 23 anos. A mulher, que visitou a joalheria um dia antes do assalto, tem 30 anos.

A ação dos bandidos foi gravada pelas câmeras de segurança da joalheira, fato que ajudou os policiais na identificação, já que um dos autores possui tatuagens no pescoço e mãos.

Todos os autores negaram o crime, no entanto apresentaram versões diferentes sobre o que faziam na hora do crime. Os autores possuem passagens por roubo, ameaça, estelionato, tráfico de drogas, porte ilegal de arma, receptação, dano, resistência à prisão e tentativa de fuga da cadeia.

Até então, os produtos do roubo não foram localizados e os autores se encontram na cadeia pública de Rio Pardo de Minas à disposição da Justiça, já que em São João do Paraíso a cadeia pública foi construída desde o ano de 2010, mas encontra-se abandonada.

Deputado quer apurar irregularidades no Samu

Consórcio que mantém o serviço foi sucateado por prefeitos que assumiram a presidência com interesses próprios
Deputado Arlen Santiago se reuniu com membros do sindicato e prometeu tomar providências
Após receber várias denúncias de funcionários do Samu Macro Norte, o deputado estadual Arlen Santiago, atual presidente da Comissão de Saúde, apresentará requerimento na Assembleia Legislativa de Minas Gerais – ALMG solicitando a realização de uma Audiência Pública para averiguar as irregularidades e buscar possíveis e urgentes soluções para os problemas apresentados.

Segundo o Deputado, entre as queixas dos funcionários, a forma com que o Samu vem sendo administrado pela atual gestão e pelas gestões anteriores é a maior reclamação. Perseguição, nepotismo, prioridade às questões políticas, quantidade enorme de contratos e privilégios para um grupo restrito, são alguns dos pontos levantados.

Arlen Santiago afirma que solicitará a presença do Ministério Público, da Controladoria Geral do Estado e, caso seja necessário, até da Controladoria Geral da União e do Tribunal de Contas da União. “O que está acontecendo é gravíssimo e nós vamos pedir ao Ministério Público que apure todas as situações relatadas a mim. Não podemos deixar que essa situação dramática prejudique ainda mais os funcionários do Samu. Vamos nos unir a eles e tentar de todas as formas que o trabalho seja mantido e realizado da melhor forma possível para os prestadores de serviço e para os usuários” relatou o parlamentar.

O Deputado concluiu dizendo que, “a população confia no trabalho do Samu porque tem a certeza de que o serviço vai chegar e vai ser prestado com respeito, eficácia e amor ao próximo. Não podemos deixar que esse grande trabalho corra o risco de acabar”, conclui o deputado.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Joalheria é roubada pela 5ª vez em São João

Foto de um dos autores durante o assalto

Na manhã dessa terça (12), a joalheria Rebeca Joias, localizada no Centro de São João do Paraíso, foi assaltada por dois motoqueiros. Foi a 5ª vez que a joalheria foi atacada por bandidos.

Ainda não se sabe os valores roubados.

A Polícia Militar acaba de divulgar a foto de um dos suspeitos. Eles evadiram em alta velocidade, tomando rumo ignorado.

Quem tiver qualquer informação, ligue para 190.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Ranking das principais causas de acidentes em Minas


Os 10 principais motivos de acidentes conforme a Polícia Rodoviária
Conforme a Polícia Rodoviária, falta de atenção é maior causa de acidentes

De acordo com dados da Polícia Rodoviária, o número de acidentes nas estradas estaduais de Minas Gerais caiu 8% nos seis primeiros meses deste ano, em comparação ao mesmo período de 2015. Porém, o cuidado na direção nunca é demais, já que a falta de atenção é o principal motivo das ocorrências, sendo responsável por 27% do total de acidentes.

Ainda conforme a Rodoviária, a utilização de celular ao volante é o principal erro do motorista, que fica sem atenção ao trânsito, além de cometer infração grave. Estima-se que o tempo médio sem olhar para a estrada enquanto se envia uma mensagem pelo celular seja de cinco segundos. Se o motorista estiver a 60km/h, isso quer dizer que o veículo percorre 83 metros às cegas.

Outra causa comum de falta de atenção é cometida pelo famoso motorista curioso, que, ao se deparar com alguma interrupção de fluxo, motivada por veículo estragado ou algum acidente, deixa de estar atento à condução para observar o fato, causando muitas vezes um acidente ainda mais grave.

Para os motociclistas, a Polícia Rodoviária reforça a importância da utilização da antena protetora corta- pipa, já que nesta época do ano é comum a soltura de papagaios e pipas por crianças e adolescentes.

Farol ligado – Vale lembrar que, por determinação da mudança no Código de Trânsito Brasileiro, em decorrência da Lei 13.290/2016, passa a ser obrigatório a partir desta sexta-feira (8/7) trafegar com farol baixo aceso também durante o dia nas estradas brasileiras. O motorista que desrespeitar a lei estará sujeito a multa de R$ 85,13 e perda de quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação.
Dicas para uma viagem segura

sábado, 9 de julho de 2016

Novas técnicas impulsionam produção de manga na região

Pesquisa da Unimontes pode potencializar a cultura da fruta na região
Pesquisa desenvolvida por um doutorando da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) está mudando o manejo da cultura da manga no Norte de Minas Gerais. A região, com área plantada de 5.200 hectares, é uma das maiores produtoras da fruta no país e aposta em novas técnicas para ampliar ainda mais a produtividade.

O estudo resultou na menor utilização de um regulador vegetal, aplicado para possibilitar o escalonamento da produção durante todo o ano, mas que também traz impacto negativo para a qualidade do solo. Agora, com os resultados da pesquisa, a expectativa é que a produção local aumente.

O Norte de Minas Gerais é a única região produtora de manga do Brasil que consegue fornecer frutos de excelente qualidade em qualquer época do ano. Para isso, é utilizada uma molécula química, chamada Paclobutrazol (PBZ), que faz a indução floral da planta, isto é, permite que o produtor faça a mangueira florar quando quiser”, explica o pesquisador Moacir Oliveira.

Utilizado mundialmente para o cultivo da manga, o PBZ tem dose recomendada de 1 grama por metro de copa de planta. O experimento conduzido pelo doutorando da Unimontes mostrou que a redução da quantidade aplicada é eficiente para a indução do florescimento do fruto, melhora sua qualidade e ainda reduz os impactos no solo.

Atualmente, o Norte de Minas Gerais produz uma média de 700 toneladas de manga por semana, das quais 120 são exportadas. A ideia é que, com a difusão tecnológica, a produção aumente. “Em função da pesquisa, os produtores locais já estão utilizando uma dosagem menor, que chega a 70% da dose recomendada no período de maior incidência de calor, e 50% em épocas menos quentes”, enfatiza Oliveira.

O PBZ regula o crescimento vegetativo da mangueira, mas possui impactos negativos sobre o solo, reduzindo sua vida. “Ele diminui a respiração do solo, o que prejudica todos os organismos vivos existentes ali. Quando utilizado em menor quantidade, a molécula degrada de forma mais rápida. Consequentemente, o solo se recupera mais rapidamente também”, explica Oliveira.

Além de pesquisas para o manejo do PBZ de forma mais sustentável, o doutorando conduz estudos que buscam outras opções de reguladores que poderiam, por exemplo, ser utilizados na folha da planta, sem trazer prejuízos ao solo. “Moléculas que são usadas no manejo da cana de açúcar e do algodão já estão sendo pesquisadas, com resultados promissores”, relata.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Caso Leidiane: Justiça bloqueia recursos da Prefeitura de Salinas

Decisão judicial garante tratamento da jovem Leidiane dos Santos, de Salinas
Exclusivo

Diante de tamanho descaso com a vida humana e considerando o desrespeito à Decisão Judicial, o juiz Irany Laraia Neto, que não alivia pra ninguém, determinou o bloqueio de R$ 51.640,00 (cinquenta e um mil reais e seiscentos e quarenta reais) nas contas da Prefeitura Municipal de Salinas. A decisão visa garantir a compra de 20 caixas do medicamento Temodal para o tratamento da jovem Leidiane dos Santos, que luta contra um tumor no cérebro há quase um ano.

O juiz determinou o bloqueio das verbas públicas por que o prefeito de Salinas, Kinca Dias (PT) não obedeceu uma Decisão Liminar, expedida desde o dia 30 de março. Para tentar ludibriar a paciente e a Justiça, o prefeito Kinca forneceu apenas três caixas de Temodal 100mg, sendo que a obrigação seria o fornecimento de 23 caixas.

Passados mais de 90 dias de enrolação e desrespeito, a Justiça determinou o bloqueio, que foi publicado oficialmente na tarde dessa segunda (04/07).

O Mandado de Segurança foi impetrado contra a Prefeitura de Salinas e o Estado de Minas Gerais, que devem arcar com o tratamento de forma solidária. Nessa etapa do tratamento o bloqueio foi contra a Prefeitura de Salinas, já na segunda o bloqueio deverá ser contra o Estado, caso a tapeação permaneça.

A Decisão do juiz Irany Laraia se deu através de pedido do advogado Anderson de Barros Brito, que peticionou o pedido de bloqueio das verbas no último dia 23 de maio, fato publicado pela Folha Regional com exclusividade. O advogado também pediu aplicação de multa e apuração de eventual cometimento de crime de responsabilidade.

Na Decisão pelo bloqueio das verbas públicas, o juiz Irany destacou a urgência do tratamento e o desleixo da Prefeitura de Salinas, que ficou evidenciado nos autos.

A paciente – Leidiane dos Santos encontra-se em recuperação da segunda cirurgia na cabeça, realizada no último dia 13 de junho. Após o procedimento cirúrgico, ela ficou com dificuldades nos movimentos dos braços e pernas, mas vem se recuperando bem. Na próxima quarta, 06 de julho, Leidiane retornará à Montes Claros para uma reavaliação.

sábado, 2 de julho de 2016

Tenente de Salinas usa técnica de rapel para evitar suicídio

Usando técnicas de rapel, Tenente resgata cidadão de precipício 
Foi registrado mais um ato heroico do Tenente Fernando Viana, atual comandante da Polícia Militar de Salinas. A ocorrência foi iniciada após ligação para o 190 dando conta de que um homem, identificado por Ricardo, de 28 anos estaria planejando suicídio em uma pedreira do bairro Santa Mônica.

A Guarnição do Sargento Márcio e Cabo Henrique deslocaram para o local e depararam com o cidadão mentalmente perturbado e sob a influência de bebida alcoólica. Ele estava em uma ribanceira de aproximadamente 15 metros, agarrado em uma pequena árvore e ameaçada se jogar.

Diante da situação, os militares resolveram acionar o Tenente Fernando, que, após acalmar o cidadão, utilizou técnicas de salvamento em altura e desceu até a vítima com um rapel, conseguindo ancorar o rapaz e retirá-lo do precipício.

Após o salvamento, Ricardo recebeu os primeiros socorros, ainda no local, pela equipe do SAMU, e em seguida foi levado ao hospital, onde permaneceu sob cuidados médicos.

Outro caso – Em janeiro de 2014, Tenente Fernando também usou técnicas de rapel para salvar três vítimas de Taiobeiras que caíram em um poço de 30 metros de profundidade na comunidade de Lagoa Grande. Era uma criança de 07 anos e dois homens. Na época, o Tenente recebeu enorme reconhecimento da sociedade, Moção de Aplauso da Câmara Municipal e condecoração da Polícia Militar.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Uso de farol será obrigatório


Sindicato dos Servidores de São João convoca Assembleia


Vice-prefeito de Salinas explica polêmica ocorrência

Vice-prefeito Tião de Olegário disse que endoidou depois que o policial sacou a arma
Na tarde de terça (28), o pecuarista Sebastião Martins dos Santos, popular Tião de Olegário, também vice-prefeito de Salinas, perdeu a paciência com militares da Polícia Rodoviária de Taiobeiras e, depois de muita confusão, acabou recebendo voz de prisão.

Conforme a ocorrência policial, o veículo Fiat Strada do vice-prefeito foi parado numa blitz no quilômetro 02 da rodovia LMG-625, ocasião em que foi solicitada a documentação de porte obrigatória, sendo que Tião, conforme os militares, apresentou o CRLV do exercício 2015. Por isso, o reboque foi acionado.

Ao saber que o veículo seria removido, o vice-prefeito teria ficado nervoso e jogado as chaves dentro da viatura com a intenção de sair do local, ocasião em que o Soldado Tiago lhe informou que precisaria permanecer no local para preenchimento da ocorrência, sendo iniciada uma enorme confusão, pois o vice-prefeito insistia em ir embora.

Ainda conforme a ocorrência, o vice-prefeito teria se exaltado e pegado duas pedras, pois queria seguir viagem de carona. Neste momento, os militares relataram na ocorrência que emitiram voz de prisão por ameaça e mesmo assim Tião continuava resistindo e ofendendo os militares. Sem querer se entregar, os militares contam que o vice-prefeito saiu correndo pelo matagal com as pedras na mão e foi perseguido. Depois de percorrer por cerca de um quilômetro, os policiais relataram que o vice-prefeito resolveu retornar para a rodovia, sempre acompanhado visualmente.

Depois de muita conversa, os militares contam que o vice-prefeito resolveu se entregar, momento em que foi algemado e encaminhado para a delegacia de Taiobeiras.

A reportagem fez contato com o vice-prefeito, que demonstrou muita insatisfação a ação dos militares. Segundo Tião de Olegário, os impostos do seu veículo estavam devidamente pagos desde o início do ano, mas a documentação permanece retida na delegacia de Salinas a espera de assinatura do delegado. “Eu paguei tudo, mas o delegado de Salinas só vive viajando e não tem tempo pra assinar a papelada. Quando fui parado na blitz, tentei explicar para o policial que estava pago, mas ele não quis acreditar e foi logo chamando o guincho”, explicou o vice-prefeito.

Ainda conforme o Tião de Olegário, após a decisão de chamar o guincho, ele entregou as chaves para os policiais e resolveu ir embora. “Quando eu falei que ia pegar uma carona, o policial pegou a pistola e puxou o gatilho pra cima de mim, aí eu rapei a mão nas pedras e encarei ele, pois não precisava disso, já que eles já tinham guinchado o carro e anotado os meus dados. Até meus documentos já tinham sido entregue pra eles”, disse o vice-prefeito em entrevista à Folha Regional.

Já na delegacia, Tião relatou o acontecido para o delegado. “Eu fiquei nervoso mesmo, pois o sujeito rancou a arma e apontou pra minha cara lá no meio do eucalipto, como que vc num endoida?”, justificou o vice-prefeito, dizendo que não tem sangue de barata.

Tião também lamentou a situação da Delegacia de Salinas, pois, segundo ele, a situação é muito complicada, já que falta agilidade na liberação dos documentos, fato que prejudica a população. “Meus impostos estavam pagos e mesmo assim tive que pagar um mico desse por falta de uma assinatura do delegado”, lamentou o vice-prefeito, informando ainda que já contratou um advogado para mover uma ação por dano moral.

Ainda conforme Tião de Olegário, depois dos depoimentos na delegacia, os policiais resolveram retirar a queixa por desacato. Já o veículo, segundo Tião, foi apresentada a documentação e liberado.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Mãe denuncia filho de 15 anos com drogas

Droga apreendida na casa do menor
Ao deparar com uma porção de maconha no quarto do filho de 15 anos, a mãe resolveu chamar a Polícia Militar até sua residência. Ao chegar à casa na Rua Grão Mogol, Centro de Taiobeiras, os militares Sargento Antunes e Sargento Brante sentiram forte odor do entorpecente no quarto do adolescente.

Durante as buscas, os militares encontraram uma balança de pesar drogas e um cachimbo no quarto. Questionado sobre a droga, o menor permaneceu calado, mas ao averiguar o quintal da residência, Sargento Brante encontrou três tabletes de maconha.

A mãe declarou ainda que outros menores estavam comparecendo à residência para adquirir maconha. O adolescente foi encaminhado à delegacia, onde foi ouvido e ficou detido.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Um dos foragidos se entrega em Taiobeiras

José Carlos responde por homicídio
O detento José Carlos Teixeira Andrade, de 24 anos, um dos quatro foragidos da Cadeia Pública de Taiobeiras no último dia 20 se entregou na noite de segunda (27) acompanhado de advogado.

Ele e mais três companheiros de cela fugiram da cadeia após serrar as grades. Para pular o muro, os detentos usaram uma escada que estava no pátio da cadeia. Os outros três continuam foragidos: Henrique Jônatas de Oliveira, vulgo Bem 10; Elismar Rodrigues dos Santos, vulgo Macadela e Wanderson Ferreira dos Santos, vulgo Mirandópolis.

José Carlos responde pelo crime de homicídio. Ele é acusado de matar o agricultor Vanderlei Moreira, de 41 anos, na Fazenda Mariante, próxima ao povoado de Mirandópolis, na zona rural de Taiobeiras. O motivo teria sido uma discussão entre vizinhos.